domingo, 12 de julho de 2020

[Podcast Faroeste] 01. Sinestesia auditiva - Série Sinestesia


Nesse episódio Mariane Helena fala sobre a "Sinestesia auditiva" e te dá diversas ferramentas para que você possa utilizar ela ao seu favor na hora daquele tão temido BLOQUEIO. Lembrando que são 2 áudios para acompanhar, o 1º é sobre a teoria e o 2º de prática, com uma atividade que estamos ansiosos para que você compartilhe com a gente aqui pelos comentários ou pelo nosso email faroesteliterario@gmail.com. Quer receber os nossos podcasts assim que ele saem do forno? Então siga-nos nos principais agregadores, basta procurar por Podcast Faroeste Literário. 6519717-1594520591742-b983227c… 6519717-1594520591742-b983227c…
Share:

sexta-feira, 10 de julho de 2020

{Mês de Teresa} Mulher Negra - Angélica




MULHER NEGRA

Venho de uma realeza negra, vitoriosa, de um útero negro.
Laços cortados e agora?
Me torno forte, passando por diversos preconceitos não entendidos,
pureza de uma criança...
Mas venho de um sangue forte, 
Sem medo de enfrentar mentes fracas,
não me equiparo a sua fraqueza mental.
Porque sou e tenho que ser forte, mas não me abalo por ter que provar, noite de lua, dia de sol, por que minha fortaleza é nata.
Me curvo feito bambu mas me levanto e me lanço feito flecha e me restabeleço, porque aqui deixo meus vitoriosos frutos uterinos.
Share:

{Mês de Teresa} Nossa cor singular - Denise Silva

Nossa  cor singular

Quando vejo os olhares de repreensão, medo ou desprezo, sinto o quanto minha negritude lhes incomoda . 
Vamos desconstruir todos esses conceitos e que isso não seja apenas  uma moda e sim o começo de liberdade e igualdade de mulheres pretas que clama por respeito , valor e  glória. 

Denise Silva 44 anos.
Share:

{Mês de Teresa} Respeite o diferente - Uerica



As pessoas são diferentes,
São envolventes, com cores, 
Sentimentos  e pensamentos.
Minha história tem sua beleza, 
Mas sua história, não perde porque a minha é bela.
O mundo tem espaço para todos,
Chega pra lá, e vamos se entender e se respeitar!
Respeite o diferente; 
Respeite minha cor; 
Respeite minha história 
E receba meu amor, 
Compartilho com você, tudo de bom que tenho em mim.
E saiba minha amiga, sua historia está longe de chegar ao fim.
Share:

quinta-feira, 9 de julho de 2020

{Mês de Teresa} A força do querer - Cleonice de Oliveira

A força do querer

Eu era apenas uma vendedora de mel ao olhos dos que me diminuíram. Mal sabiam eles, de onde eu vim e até onde chegaria.
Como toda chefe de família e preta; trabalhava em três empregos pra sustentar a casa e os filhos (o de coração e e a natural), tal qual alguns parentes!
Sempre teve latente em mim o dom de ajudar, mas não tive e nem esperei isso em troca.
Nunca me conformei! Eu sabia que sabia muito mais do que meu diploma declarava, mas não tinha voz, nem vez. Tinha apenas uma pele escura e um ensino médio muito mal feito.
E mesmo com tudo dizendo NÃO! Me inscrevi no vestibular, pois sabia que a formação me daria as prerrogativas para ensinar o que aprendi na batalha do dia a dia e também a ser uma profissional melhor.
Pois fiz! Mesmo sem acreditar... passei! Com tantos obstáculos, cursei com louvor!
Nao sendo o suficiente, sem tempo para me dedicar aos estudos, também passei nos concursos mais disputados do país, podendo escolher!
É como dizem: "o que você pensa, você cria. O que você quer, torna-se realidade."
Hoje sou pós graduada em amor e sonhos. Tenho diplomas que me dlindam e me dão credibilidade. Mas minha maior honra vem do Senhor, é nele que está a minha força e é com que seguirei vencendo! A bíblia diz que: "Se o senhor não guardar a cidade, em vão vigia o sentinela."


  1. (Cleonice de Oliveira)
Share:

quarta-feira, 8 de julho de 2020

[4° Poética] Terezinha Raiz - Mariane Helena



TEREZINHA RAIZ

O meu verso é negro como negra é minha raiz
Sou seguimento de luta, pioneirismo e amor ao próximo.
Tenho na essência um rastro áfrico
Ta na pele, no cabelo, no prato... na história!
Seus múltiplos talentos
Encantaram anos... e anos
Generosa de alma,
Si fez adoção de muitos filhos!
E foi do peito da Dona Terezinha que jorrou
Toda a resiliência de seu povo.
Tornou-se referencia
Incluiu!
Mesclou preto no branco.
Ultrapassou as fronteiras,
Resistiu, insistiu,
Ganhou seu lugar...
Fez-se caule na história
Renitente
Bravia
Altiva 
Libertária.
Marcou o seu chão, sou povo
Deu as asas e lhes permitiu voar
Hoje ecôo sua vida bem sucedida
Bem sucedida porque nunca caminhou só
Porque, não se contentou em si mesmo...
Bem aventurada porque viu a caridade em seu puro simbolismo.
Locutora, professora, secretária, vereadora
Musicista, poeta, modista, kardercista
Multifacetária... Nem dá pra mensurar!
Obrigado por ser minha vó amada
Que mal nos cruzamos em vida
Mas estaremos juntas para todo sempre na eternidade.
TEREZINHA RAIZ
O meu verso é negro como negra é minha raiz
Sou seguimento de luta, pioneirismo e amor ao próximo.
Tenho na essência um rastro áfrico
Ta na pele, no cabelo, no prato... na história!
Seus múltiplos talentos
Encantaram anos... e anos
Generosa de alma,
Si fez adoção de muitos filhos!
E foi do peito da Dona Terezinha que jorrou
Toda a resiliência de seu povo.
Tornou-se referencia
Incluiu!
Mesclou preto no branco.
Ultrapassou as fronteiras,
Resistiu, insistiu,
Ganhou seu lugar...
Fez-se caule na história
Renitente
Bravia
Altiva 
Libertária.
Marcou o seu chão, sou povo
Deu as asas e lhes permitiu voar
Hoje ecôo sua vida bem sucedida
Bem sucedida porque nunca caminhou só
Porque, não se contentou em si mesmo...
Bem aventurada porque viu a caridade em seu puro simbolismo.
Locutora, professora, secretária, vereadora
Musicista, poeta, modista, kardercista
Multifacetária... Nem dá pra mensurar!
Obrigado por ser minha vó amada
Que mal nos cruzamos em vida
Mas estaremos juntas para todo sempre na eternidade.


HOMENAGEM A GRANDE MULHER E SERVA DE DEUS, TEREZINHA GENEROSO (minha vó). SAUDADES ETERNAS!


(Mariane Helena)

Share:

{Mês de Teresa} Ser negra é ser livre - Rosa


Ser negra é ser livre!
É enfrentar as lutas com um Sorriso no rosto mesmo quando a vontade é de chorar... É alcançar um lugar ao sol mesmo quando todos tentam te colocar debaixo das sombras... das lutas que enfrentamos todos os dias e dos preconceitos escondidos atrás de falsas aceitações.
Ser negra não é apenas ser boa de samba, de cama... ser negra é enfrentar todos os "nãos", em busca de todos "sins". É sonhar com um dia melhor, aonde a cor da pela não mais fará destinação entre ter e não ter,pois a cor não pode mudar uma essência que existe dentro de você..
AME-SE  POIS QUEM TE DEFINE PELA COR, NUNCA CONHECERA O TESOURO QUE A DENTRO DE VOCÊ!
Share:

terça-feira, 7 de julho de 2020

{Mês de Teresa} Felizes juntos - Alana Fidelis

Nesse mundo importa a sua raça, cor, gênero, religião, classe social, poder aquisitivo, tudo isso realmente não importa. O que importa é ser você mesmo, ser livre, ter pensamento próprio, se amar, se respeitar e respeitar o próximo, ser grato e solidário, uma pessoa boa, isso que importa e nos diferencia. Não gaste sua energia com discussões, brigas, desentendimentos, diferenças de pensamentos, isso só te deixa mal. Pratique o perdão, o amor e deixe a paz prevalecer. Somos todos iguais, somos todos humanos, passamos pelas mesmas coisas, vamos nos ajudar e ser felizes juntos.😁❤️
Share:

{Mês de Teresa} Reconhecer-se - Shirlene


RECONHECER-SE

Passei por grandes buscas em mim
Por dentro de mim
Para me reconhecer
Em cada:
Lagrima, marca, traço, laço,
Tudo falava sobre mim
Mas no vazio dos meus ais
Queria ter o que não me pertencia.
Certo dia amanheceu
 uma luz em mim
Rasgando o véu e 
Minhas míseras certezas...
Me amar foi uma grande conquista.
E poder reafirmar isso
Através q cada vida que atravessa a minha
É um privilégio!
Encontrei o amor em mim
Que tanto busquei.
E vi através dos olhos de Deus, 
Que há caminhos altos
Esperando receber o amor
Através da minha cruz. 

(Em homenagem a Shirlene, Autora Mariane Helena)
Share:

segunda-feira, 6 de julho de 2020

{Mês de Teresa} Nasci mulher, nasci Negra - Célia


Nasci mulher , nasci Negra e daí...
Tem orgulho de ser assim me considera uma mulher forte e guerreira, amor a minha cor me acho linda do jeito que sou

Célia
Share:

{Mês de Teresa} Mulheres De Raça, Mulheres Incríveis - Nayara Rafaela

Mulheres negras, são literalmente, mulheres de raça!

Olá meu nome é nayara sou negra
Guerreiras que apesar de Vitimas de Violências Múltiplas e Preconceito.
Fazem da Falta de Oportunidade e intolerância sua Força para Lutar e se Tornar Mulheres Incríveis.

“”

Sempre a Frente Do Seu Tempo.
Share:

domingo, 5 de julho de 2020

{Mês de Teresa} Ser mulher preta no Brasil - Cristiane Firmino

Ser mulher preta no Brasil; é ter que ser coragem, e ser lutadora e persistente. Usar a inteligência e a sabedoria.E saber que para nós nada é fácil. Mas que somos muito mais que essa posição que insistem em nós .somos de lutas!
Share:

{Mês de Teresa} Sou fênix - Jaci Nega Simpatia

Sou fênix


Sou como uma fênix ...Mulher, mãe, guerreira e preta!  Sobrevivente de muitos recomeços... Já pensei em desistir várias vezes ....mas quando me olho no espelho vejo a força que existe sobre em mim...Lutei...luto e venço a cada dia . Ubuntu ✊🏿
Share:

{Mês de Teresa} Agradecer - Eva Elena



Agradecer nem sempre é de forma verbal, muitas vezes basta um olhar discreto para dizer o quanto somos agradecidos. Os olhos falam por si mesmo. 

Share:

sábado, 4 de julho de 2020

{Mês de Teresa} Sou PRETA - Ana Carol Costa


ACarol Costa 
35 anos e sou PRETA.
Hoje sabemos que ser preto está na moda, mas viver a pretitude não. A cada dia precisamos nos afirmar e tomar as rédias da nossa própria história
Share:

sábado, 27 de junho de 2020

[Podcast Faroeste] Gosta de desafios? Venha e surpreenda-se




O nosso blog voltou e com todo o vapor!
A nossa equipe está trabalhando muitíssimo para trazer os melhores conteúdos para você escritor(a) que está em modo quarentena. E porque não utilizar esse momento para ser ainda mais criativo(a)?
Confira abaixo o nosso convite que com certeza irá mudar a sua vida!

Aaah, e não deixe de seguir o nosso PODCAST nas principais plataformas digitais, basta procurar por Podcaste Faroeste Literário no seu agregador.

Share:

quinta-feira, 25 de junho de 2020

[Resenha Faroeste] LIVRO: Sobre Fragmentos - Davyd Vinicius


 "Escute apenas uma palavra
Do que eu tenho pra falar."
(Davyd Vinicius)

Como "Boa poeta" que sou, AMO poesias! E pra mim, sem dúvidas, é um privilégio poder fazer a resenha de hoje!

Por dois grandes motivos: Por ser o primeiro livro de um deficiente visual que tive contato na vida, e Por ser a primeira obra do meu (hoje) Grande amigo, Davyd Vinicius.

Quando fui convidada para ser prefaciado esse livro, foi muito doido porque, não fazia ideia que se tratava de um livro de alguém com uma debilidade visual, e isso FOI MUITO bom! Pois o meu olhar SEMPRE foi para a poesia de um poeta. E entre EU e o verso não havia limitações físicas que pudesse me tendênciar a "super valorizar" a obra ou "pegar leve" na avaliação, Por se tratar do autor ser o Davyd. E isso foi muito importante pra mim como crítica.

Bom sabendo disso, vou contar pra vocês o que eu enxerguei sobre esse livro além do olhar.

O livro Sobre Fragmentos claramente se trata do livro de um jovem escritor, Pois não se trata de poemas rebuscados ou QUE busque um linguajar mais difícil; mais poético; ou para exaltar conhecimentos literários, que infelizmente, alguns, com o passar do tempo a fim de exibicionismo usam.

São palavras singelas, de fácil compreensão, dentro da incompreensão da juventude presente no amor.  Esse livro é uma descoberta!

Descoberta de alguém que se encontra em algum momento da vida, poeta. Descoberta das facetas do amor de veraneio, faceiramente simples, forte e profundo.

Descubra através das rimas e versos, que o amor acontece em todo lugar, porém nem todos têm a capacidade de senti-lo na sua vastidão.

Se você, se perde dentro dos longos poemas de Drummond ou não se encontra nos textos de Machado, leia esse livro! Pois de forma direta e concisa serás apaixonadamente envolvido.

(Mariane Helena)
Share:

quarta-feira, 24 de junho de 2020

[4¤ Poética] Borboleta - Euler José

Borboleta



Aqui fiquei no vazio
Junto as estrelas que me acolhem
Mas sei que em pensamento voltarás
E em breve sua luz me iluminará
Logo logo a verei em meus sonhos
E deles não voltarei
E se nem em meus sonhos não a encontrar
Sonharei nos meus sonhos
E renovarei minha esperança
De mais uma vez a encontrar
Me leve borboleta à sua dona
Sou pesado e atribulado
Mas posso te acompanhar
Com meu avatar

(Euler José)
Share:

sexta-feira, 19 de junho de 2020

[Faroeste News] A novidade dos podcasts, aqui no Faroeste

OLHA NÓS AQUI OUTRA VEZ!




Achou que tínhamos desistido da  literatura??? Ou de ajudar aos novos escritores sob nossa bandeira da inclusão?
Errooooooou! Foi só uma paradinha estratégica para trazer para vocês o melhor das tecnologias, os assuntos que mais buscam e o descobrir o que seria mais proveitoso para vocês, que como  nós, está no tédio da falta de inspiração.


Atendendo a pedidos, vamos começar com esse assunto: A INSPIRAÇÃO  EM TEMPOS DE TÉDIO.


Bom, Como eu (Mari) assumi a missão; já aviso quebrarei sua ideia romântica sobre: a inspiração. Ela não genuina apenas porque surgiu do nada! (Livre, leve e solta). Se quer mesmo ter como profissão a escrita não perca a seleção dos primeiros seis podcats do Faroeste!


QUER O CAMINHO DAS PEDRAS??? QUER SABER COMOCOMO ACESSAR ACESSAR SUA CRIATIVIDADE QUANDO QUISER???
"COLA NI MIM!" 😉

(Mariane Helena)
Share:

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2020

[4ª Poética] Decadência - Miriam Mauro



DECADÊNCIA

desce ladeira abaixo
nossa já parca autoestima;
nada nos engrandece,
nada nos joga pra cima.

não tem graça nenhuma,
quero saber disso não,
todo mundo tem direito
à saúde e educação. 

falta comida à mesa
de muito bom cidadão.
não queremos comer brioche,
cada um quero comprar seu pão.
(MIRIAM MAURO)
Share:

Seguidores

Instagram

Parceiro

QG dos Blogueiros

Facebook

Youtube

Blogs Brasil

Faroeste Literário - Para um amanhã com ainda mais histórias

Feature Post

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *

Follow by Email

Postagem em destaque

[Podcast Faroeste] 01. Sinestesia auditiva - Série Sinestesia

Copyright © Faroeste Literário - Para um amanhã com ainda mais histórias | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com