segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Disseminando a poesia brasileira pelo mundo, escritor de São José dos Campos SP, Diego Sant’Anna é destaque internacional.

Tudo começou em 2013 quando foi citado como referência de poeta contemporâneo brasileiro, compondo a primeira e a segunda edição da Antologia De Poetas Brasileiros Contemporâneos do mesmo ano, organizado pelo ativista cultural, escritor, poeta e jornalista: Elenilson Nascimento.
Em 2014 após participar dos Jogos Florais de Los Angelis - EUA recebeu o título de membro/representante da OMT (Organização Mundial de Trovadores).
Após ser escolhido para representar o Brasil na Feira Internacional do livro de Belgrado (Sérvia) no mês de Outubro de 2014. Seu poema: Humanidade, Unanimidade é destaque em renomada revista cultural Mexicana: Mimeógrafo Multicopista Cultural. (http://mimeografomulticopistacultural.weebly.com/)
Atualmente o escritor Diego Sant’Anna trabalha no novo livro da saga MORTALITAS, chamado: O Segredo de Ophelie, com elementos autênticos da Mitologia Celta, contando com parceria internacional do Centro Cultural Irlandês da cidade de Phoenix, Arizona EUA e o Centro Cultural Celta de Madison, Wiscosin EUA. Com lançamento previsto para o primeiro semestre de 2015, várias cidades convidaram o autor para realizar o Lançamento do livro, como: Valparaiso, Chile, Portland EUA, Lisboa Portugal e Madrid Espanha.
Poema na Antologia de Poetas Brasileiros Contemporâneos I 2013
Casta Venustidade
A beleza gosta de lugares esquecidos.
Ela se esconde atrás do limiar inconsciente.
Somente no isolamento nos deparamos com sonhos adormecidos.
Que nos aproxima do estado subconsciente.
A beleza gosta de manter-se afastada da vaidade do ser humano.
Ela procura encontrar um local esquecido e abandonado.
Pois sabe que somente assim escapará da ferocidade de um olhar tirano.
Que pode destruí-la ou alterar o seu significado.
Existe uma profunda beleza em cada ser vivo.
A cultura moderna é obcecada pela perfeição cosmética.
Esta beleza é padronizada, como um produto definitivo.
Há algo maior e mais verdadeiro que um padrão de estética.
No seu verdadeiro significado,
A beleza é a iluminação interior.
Somente quando fechamos os olhos para enxergarmos do outro lado.
Adquirimos está beleza que é a essência do amor.
Diego Sant’Anna
Poema na Antologia de Poetas Brasileiros Contemporâneos II 2013
Filosofia Secreta
Por detrás do fenômeno material, delineia-se uma profunda visão ilusionaria.
Assim como um sonho acordado.
Contorcendo as páginas de cada história.
Dando a tudo um novo significado.
Indo além das formas,
Liberte seus sentidos latentes,
A verdadeira essência das coisas, sem pudores ou normas.
Uma viagem ao subconsciente.
Essa eufonia que você obteve,
É o sinal secreto que marca a porta fechada.
Indo por onde jamais esteve.
Iniciando uma estreita jornada.
E nesse estado subconsciente entre sonho e realidade,
Brilhará em azul a filosofia.
Recupere a humanidade,
Desmontando e desafiando qualquer heresia.
Uma distorção intoxicada pela civilização materialista.
Sem a forma, a sensação de um momento natural.
Livre de qualquer pensamento moralista,
Preconceituoso e banal.
Se eu estivesse em uma jaula, meus devaneios me chacoalhariam.
E o realista se apagaria junto com esse mundo limitado.
Acariciando sentimentos enquanto dormiam
Numa filosofia que habita dentro de um sonho espelhado.
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores

Google+ Followers

Instagram

Parceiro

QG dos Blogueiros

Versos da alma

Anuncie

Anuncie

SnapChat

SnapChat

Facebook

Youtube

Feature Post

Versos da alma

Versos da alma

Google+ Badge

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *

Follow by Email

Postagem em destaque

[Súmula de domingo] - JOGOS DA MASSA – Ana Cristina

Copyright © Faroeste Literário - entrevistas, cursos, resenhas e muito mais | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com