quarta-feira, 26 de agosto de 2015

[4ª Poética] - Autora Maria José

Os beijos que te dei
As flores que plantei
De te eu lembrarei.
Sonhos que sonhei,
As noites que chorei
Os dias que vivi 
Jamais esquecerei.
As dores que senti,
As mágoas que sofri
As marcas estão em mim
Porém, eu sou feliz!
O amor que mora aqui
No fundo do coração 
Transformou a minha vida
Não vivo de ilusão!
Plantei boas sementes,
Colhi flores de amor
Regando com carinho
Meu jardim lindo ficou.
Meu jardim tem abraço 
Tem amor e tem paixão 
Tem flores multicores 
Só não tem desilusão!




• A dor de um Poeta •

Numa triste noite de nostalgia. 
Um poeta que sofria,
A falta do seu amor
Caminhava pelas ruas
Sem destino com sua dor.
Um poeta amargurado
Pensamento perturbado 
Seu coração desabou 
Na sua frente só via
A sombra do seu amor!
Um noite chuvoso 
Totalmente silenciosa 
O silêncio foi quebrado
Com um soluço do peito
Do poeta sofredor!
Poeta és sonhador
Se inspira em lindos versos!
Sentou ali na calçada 
Suspirou profundamente
E no choro desabou!
Triste poeta!
Sua vida está incerta
Como poeta e escritor
Lamento seu sofrimento
Te apoio neste momento
Que estais na solidão.
Poeta às de vencer
Estendo as minhas mãos 
Como poeta que sou
Jamais deixo um amigo
Se tornar um perdedor
Por quem não te deu valor!

Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores

Google+ Followers

Instagram

Parceiro

QG dos Blogueiros

Versos da alma

Anuncie

Anuncie

SnapChat

SnapChat

Facebook

Youtube

Feature Post

Versos da alma

Versos da alma

Google+ Badge

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *

Follow by Email

Postagem em destaque

[Súmula de domingo] - JOGOS DA MASSA – Ana Cristina

Copyright © Faroeste Literário - entrevistas, cursos, resenhas e muito mais | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com