segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Diário Bienal do livro Rio 2015 - Hellen Caroline

Olá, amigos obsessivos/possessivos/compulsivos literários!
Se você está lendo esse post, provavelmente deve estar se perguntando quem sou eu?
De onde vim?
Como vim parar aqui?
Acertei?
A verdade é que sou a nova resenhista deste maravilhoso blog e terei a incumbência de dissertar sobre os sensacionais e extraordinários livros do Wattpad (Eeeeh!) - Pude ouvir os gritos de alegria daqui.
Mas excepcionalmente essa semana, não teremos (de minha parte) resenha sobre nenhum livro especificamente (Ahhhhh!)
Não! Deixe-me explicar melhor... é que no dia 03 de setembro deste mês de setembro foi dada a largada para um dos eventos mais lindos e perfeitos que existe na Terra. Siiiim! Estou falando da Bienal do Livro e sua XVII Edição. Ela aconteceu no Rio de Janeiro (onde fica localizada a minha cidade), e eu tive o prazer de estar presente em dois dias desta "Sapucaí Literária".
Mas antes de qualquer coisa, permitam-me que eu me apresente devidamente.
Meu nome é Hellen caroline, tenho 24 anos de idade e sou uma quase bacharel em Direito. Quase, pois estou nos últimos três meses que faltam para a conclusão do curso (que os anjos digam amém!) e como disse acima, moro no Rio de janeiro, mais especificamente em São Gonçalo. Tem algum gonçalense aí?
Sou maluca, pirada, louca-louquinha pela literatura e isso faz parte da minha rotina diária. PRECISO, com letras garrafais mesmo, ler todos os dias. Nem que seja por dez minutos antes de cair na Terra de Morfeu. Seja um livro físico ou e-book (que tem ganhado mais da minha atenção nos últimos tempos). Essa paixão me levou a sonhar tanto que resolvi escrever um romance (que é meu gênero favorito) e ele está sendo postado no Wattpad há um mês e já conta com 17 lindos capítulos (deixo o link no final).
Voltando ao que realmente interessa... Resolvi postar aqui um pouco do que vivi nessa Bienal e tenho algumas fotos e relatos bem legais. Espero que gostem e já comecem a semana com o pé direito!



 A Bienal carioca acontece no Rio Centro que é um centro de convenções localizado na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro. E é composto por cinco pavilhões interligados, que na feira em questão são utilizado três deles: o azul, que abriga, em geral, os stands das maiores editoras; o laranja, onde podem ser encontrados muitos livros com descontos -  e pasmem, livros de até 1,00 - ou de bolso;  e por último mas não menos importante, o pavilhão verde, que entre estandes de editoras famosas e outras bem bacanas com o foco em atingir os leitores ainda pequeninos, está o auditório top que recebe os maiores autores nacionais e internacionais. Não que os outros auditórios não sejam bons ou não recebam bons autores, mas esse é o principal da Bienal Rio e as filas gigantescas, geralmente estão concentradas neles. E essas são palavras de quem tem conhecimento de causa. Essa que vos fala já passou horas aguardando ansiosamente para entrar e ver de pertinho seus autores favoritos. Algo interessante nesse auditório é que, quando os autores são estrangeiros, eles são devidamente equipados para realizar transmissão simultânea. Então você deixa sua carteira de identificação (RG, CNH, etc) e recebe um fone para acompanhar adequadamente as entrevistas. Demais, né?!





As filas de compra de ingresso e acesso à entrada, são coisas que a organização ainda deixa a desejar. Não existe uma sinalização que não seja os funcionários gritando... ou não o caminho. E em certos momentos as filas se misturam e você não estiver bem atento, acaba passando para a fila errada. Um transtorno desnecessário. Mas reitero que vale a pena. E aconselho, SEMPRE, a comprar os ingressos pela internet, antecipadamente. Inclusive, vale lembrar que, menores de 21 anos, professores, alunos devidamente matriculados no ensino básico, superior ou técnico possuem direito a conhecida "meia entrada". Esse ano o valor total do ingresso era de R$ 16,00.


Essa foto ainda me deixa em êxtase... Ahhh, Julia Quinn!
Infelizmente, quando estava na fila de entrega das senhas para a sessão de autógrafos da Julia - que diga-se de passagem era enorme - tive a trágica notícia de que já haviam se esgotado as benditas senhas. Daí fui até as grades que continham os felizardos que conseguiram, e do nada, a linda e maravilhosa escritora apareceu pra tirar fotos da galera que estava ali no sufoco pra conseguir sua assinatura em seus livros. Ela já tinha meu carinho, mas a partir disso, ganhou todo meu respeito. #JuliaDivaQuinn

 O Grey (Novo livro, na versão do Christian da série Cinquenta Tons de Cinza, E.L.James) ocupava quase que uma parede inteira do estande da Intríseca).


Lindo ver as capas da série "A Seleção" em uma das paredes de estande. Era uma das mais concorridas para se tirar fotos. Vislumbrei pequenas filas das fãs de América, Maxon e Aspen.

Essa capa de livro é muito especial para mim.
Foi um dos primeiros livros que a felicidade de acompanhar pelo Wattpad. Criei um contato muito legal com a autora, Juliana Parrini, através das redes sociais e tive o prazer de vê-la alavancar com os leitores e depois com uma grande editora, a Suma de Letras. Nem a conheço pessoalmente ainda (Droga!), mas já sinto um carinho e afeto tão grande por ela. E torço para que a cada dia sua carreira só faça crescer porque se tem alguém que merece, pelo carisma, simpatia e o principal TALENTO... Esse alguém é Juliana Parrini. DDQA, conta a história da Isabel que após sofrer uma desilusão amorosa bem drástica, precisa dar a volta por cima e deixar de lado a depressão que a tomou. E é aí que conhece o maravilhoso Daniel. Que se mostra o homem dos sonhos logo de cara, porém... Vou deixar você ler o livro pra entender o restante da história. HAHAHAHA
Obs.: "Antes Que Aconteça", continuação de DDQA chegará em breve às livrarias. Eu não posso e tenho certeza que você também não vai querer perder.

"Oito Segundos" é mais um livro nacional de grande sucesso e eu não me perdoo por ainda não ter lido. Mas prometo que está no topo da minha lista de 'próximos a ler". Algo que eu não abro mão é de SEMPRE comprar os livros nacionais que quero ler. Diga não ao PDF dos livros de autores nacionais! Sabemos o quão difícil é para eles conquistarem seu espaço no mercado. Muitas vezes pelo preconceito, que infelizmente ainda existe no mundo literário.

Esse era mais um auditório onde aconteciam bate-papos e palestras super bacanas.


Tenho certeza que você conhece esse aí da direita, na foto. O grande Ziraldo. Simpático e carismático autografando seus livros, ao lado de Miguel Mendes, seu parceiro em uma nova obra. Passei por ele rapidinho, mas tive uma noção do quanto ele ainda é requisitado.


Lembra de ter visto algumas fotos, meu breve relato de não ter conseguido a senha para a sessão de autógrafos da Julia Quinn? Pois bem... Não consegui chegar tão pertinho dela, mas depois de muita insistência com as meninas da distribuição de senha, consegui uma para a palestra com ela. E se eu já não era muito apaixonada pela autora da série "Os Bridgertons" entre outros livros excelentes de época, depois desse bate-papo eu virei muito, mas muito fã. Do estilo tiete, sabe? A maior parte do tempo foi falando sobre o livro, com a extrema recomendação de NO SPOILER, mas ela contou muito de sua vida e o que a fez deixar de exercer a profissão de médica para embarcar no mundo dos livros. Julia estava comemorando 15 anos de sua primeira publicação e passar aquelas poucas horas ouvindo seus relatos e incentivos, me inspirou e motivou de formas inimagináveis. Ela é sensacional e humilde. Disse as leitoras do Brasil ocupam o segundo lugar no ranking das seguidoras de redes sociais e que duvida que alguém nos alcance. Muito fofa, né?

Esse foi meu passaporte para o autógrafo de uma das rainhas da literatura nacional, Carina Rissi. Autora da série "Perdida", que já conta com dois livros publicados da saga de Ian e Sophia e no final de setembro lançará o próximo livro: "Destinados". Minha senha era  380. APENAS isso. Só que não! Importante que lembrar que além da série em questão, Carina é também, mãe dos livros "Procura-se um Marido", "No mundo da Luna" e mais um escrito por Carina em parceria com mais três autores, "O Livro dos Vilões".


A editora Leya, responsável pela publicação dos livros da série Game of Thrones, disponibilizou o tão famoso trono para que os transeuntes da Bienal pudessem tirar foto, sentados nele.



Esse estande, era um anexo a editora Arqueiro, que tinha paredes passíveis de serem coloridas pelas crianças. Uma ideia brilhante!

Esses são alguns dos marca-páginas que consegui na Bienal. Sou ensandecida por eles e a cada lugar que passava, era mais um pra minha coleção.




Tatiana Amaral, autora da trilogia "Função CEO", "O Professor", "Segredos" e ente outras maravilhosas obras. Simplesmente a encontrei no estande da Amazon e ela solicita que só, aceitou posar para uma foto comigo. 

                                                                 
Mais marcadores..


Finalizo o pequeno diário da Bienal com essa foto que ilustra exatamente como me sinto durante os dias que tenho a oportunidade de estar na Bienal. Sorriso frouxo, coração tranquilo e a certeza de que a leitura me leva aos melhores lugares, inclusive os que são só fantasia. Mas que me fazem ser muito mais feliz!


Link do meu baby no wattpad: https://www.wattpad.com/story/25432479-escolhas
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores

Google+ Followers

Instagram

Parceiro

QG dos Blogueiros

Anuncie

Anuncie

SnapChat

SnapChat

Facebook

Youtube

Feature Post

Google+ Badge

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *

Follow by Email

Postagem em destaque

[4ª Poética] Sofro em teu olhar - Robson Lima

Copyright © Faroeste Literário - entrevistas, cursos, resenhas e muito mais | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com