quarta-feira, 25 de novembro de 2015

[Enflorar literário] Décima é dez!

Aproveitando que a poesia concreta abriu passagem, vamos iniciar um tour pelos tipos de poesias que temos no mundo. Se você acha que poesia são apenas poemas rimados, quatro versos, quase sem grandes exigências.
Se enganou meu caro! 
Os tipos de poemas são:Acalanto, acrostico, balada, canção, elegia, haicai, idílio, ode, epopeia, rondó, soneto, Trova e vinlacete.
E as poesias são classificadas dessa forma: poema lirico, poema narrativo e poema dramático. Tudo teoricamente! Hoje em dia mal classificamos mais, pois cada dia nasci um jeito novo de poetar.
Deu um nó ai?! Como assim, poesia... poema...
VOU TE EXPLICAR A DIFERENÇA entre poema e poesia.
Poesia não é a mesma coisa que Poema, mas a Poesia está presente no Poema.
Vou explicar melhor:
O dicionário Aurélio diz que:
Poesia – “Arte de criar imagens, de sugerir emoções por meio de uma linguagem em que se combinam sons, ritmos e significados.”
Poema – “Obra em verso ou não, em que há poesia.”
Basicamente um engloba outro! (num próximo post nos aproximamos nessa loucura poética.

Mas falando de décima... Outro nome complicadíssimo! mas essa como as outras, é mais dificil pronunciar o nome do que criar algo dentro dessa métrica.


 Décima,  é uma poema com dez versos. Nela, os versos podem ser heptassilábicos (ou seja sete silabas) decassilábicos, (dez sílabas)  podendo aceitar outras métricas.Décima Espinela é a estrofe com a qual se expressam os repentistas do mundo.

O nome de Décima Espinela foi dado pelo seguidor de Espinel, Lope de Vega. Espinel chamou de redondilho (o mesmo que heptassilábico).
Há também décimas com outros esquemas rimáticos diferentes do da Espinela. 
La vai uma décima espinela pra você ver como é facil! 

Então... Vamos poetar?!





Mariane Helena

_____________________________________________________________

INDOMÁVEL


Nunca haverá noite
Que esconda seu brilho
Mesmo invisível... és!
Predominante solar
Grandeza universal
Reinas as tempestades
Iluminas a terra
És símbolo de vida,
De um amanhã melhor...
Sol tu és simplesmente.

Mariane Helena

Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores

Google+ Followers

Instagram

Parceiro

QG dos Blogueiros

Anuncie

Anuncie

SnapChat

SnapChat

Facebook

Youtube

Feature Post

Google+ Badge

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *

Follow by Email

Postagem em destaque

[Biografias Reais] Escritor José Saramago

Copyright © Faroeste Literário - entrevistas, cursos, resenhas e muito mais | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com