sexta-feira, 27 de novembro de 2015

[Enflorar literário] Poesia na Balada

Não está entendo nada?! Como assim, um poeta na balada?? NÃO! rsrs... Balada é um tipo de poema! Esqueceu que estamos na temporada dos tipos de poesias? Então o tipo de hoje é esse: POEMA BALADA
Quando estava aprendendo a respeito dos tipos de poesia, me deparei com esse. Confesso que na hora minha cabeça deu um nó, mas fiquei muito curiosa pra saber mais a respeito.
A balada também é um poema de forma fixa. Ela apresenta uma estrutura de estrofes, com oito versos e um com quatro versos ou cinco versos. Esta última estrofe menor recebe o nome de oferenda ou ofertório (estranho né?!). Quanto à estrutura ainda, ela apresenta versos oito sílabas. Ela, possui três rimas cruzadas, ou ainda, variáveis. Além disso, apresenta a repetição de um mesmo conceito ou ideia ao fim de cada estrofe.


  • Vejamos um exemplo: 


Vi-te pequena: ias rezando
Para a primeira comunhão:
Toda de branco, murmurando,
Na fronte o véu, rosas na mão.
Não ias só: grande era o bando...
Mas entre todas te escolhi:
Minha alma foi-te acompanhando,
A vez primeira em que te vi.

Viu? fazer o poema é mais simples que a explicação! É importante conhecermos outros métodos de poetar, se torna um desafio (pra mim foi!) compor dentro de algumas regras... Vai que numa dessas tentativas conheci um tipo diferente que mais te agrada.



Mariane Helena
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores

Google+ Followers

Instagram

Parceiro

QG dos Blogueiros

Anuncie

Anuncie

SnapChat

SnapChat

Facebook

Youtube

Feature Post

Google+ Badge

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *

Follow by Email

Postagem em destaque

[Biografias Reais] Escritor José Saramago

Copyright © Faroeste Literário - entrevistas, cursos, resenhas e muito mais | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com