domingo, 8 de novembro de 2015

[Súmula de Domingo] Inteligência, uma questão de movimento - Ana Cristina


 Bom domingo a todos! Espero que a partir desta matéria, todos repensem a comodidade, a vida fácil que nos apresenta.
Precisamos acordar o corpo inseri-lo em atividades ou teremos um mundo literalmente redondo e preguiçoso mentalmente.
O movimento que fazemos no corpo através de exercícios, caminhadas, natação ou qualquer outro que em seu cérebro está programado, é por puro prazer, então ele se agrada disso e o recompensa com a inteligência. Legal né, ele precisa de tão pouco, pede somente, tenha uma vida saudável, só isso.
Em poucos anos as pesquisas que envolvem o uso e funcionamento do cérebro, eu digo em pouco mais de cinquenta anos que é mais ou menos a minha idade, aumentaram consideravelmente. O uso e o invento de maquinário contribuiu para essa carga.
Posso dizer também que em alguns aspectos o uso considerável de máquinas e essas estando em casa nos fazendo quase tudo, correu na contramão do que se deseja alcançar, um corpo e mente saudáveis.
Lembro que quando eu era criança, isso aconteceu na década de sessenta e setenta, eu só pensava numa maneira de ganhar dos coleguinhas nos jogos da minha quadra, meu pensamento ao me deitar, ao me levantar era o de brincar, correr, gastar toda a energia acumulada da alimentação saudável da minha casa. Quadra porque morava em Brasília, nossa capital, nesta época lembro que havia um número considerável de crianças nas ruas,  brincando. O som ouvido pelos pais em seus apartamentos era o das crianças, gritando de euforia lá embaixo, bambolês, bolas, patinetes, peteca, pião e outros mais, coloriam as manhãs e varavam a tarde do mundo infantil. Eu tive infância, brinquei todas as brincadeiras possíveis. Fui criança até os quatorze anos. Meus filhos também brincaram, mas já sofreram o perigo do assédio às drogas, pois já existiam os Fliperamas, olha a máquina aí e a droga.
Hoje bem pior que a era dos meus filhos, que nasceram todos os três na década de oitenta, entre 81 e 89, as crianças em alguns lugares e isso depende também das pessoas que estão à sua volta, estão deixando de ser crianças, pegam seu Tablet e ou Celular e ficam num canto com sua postura arcada para frente sendo subserviente à máquina. Muitas delas tornando-se adolescentes obesos. Mas se essas mesmas crianças são submetidas à brincadeiras a jogos elas aceitam e se deleitam com a sua capacidade em interagir mano a mano, corporal e real.
Semana passada houve um buchicho sobre a Pílula da Inteligência. Era o assunto nos corredores das repartições.  Será que é uma estratégia de venda? Pode ser muitas coisas, a única coisa que não pode é, você pensar que vai ficar dependente de uma droga como essa. Será que se deixar de tomar o estimulante seu cérebro ficará com preguiça de trabalhar? E você poderá virar um abobalhado? É arriscado. Então olha a droga aí novamente só que dessa vez ela não está escondida em casas de jogos infantis, mas está sendo divulgada mundial e publicamente, outra vez a contramão, afinal droga é proibida ou não? Há esqueci, tem droga que pode.
Eu confesso que é tentador pensar que ao tomar um comprimido, após poucos minutos estarei pensando como um Bill Gates.
Há como eu queria poder lembrar de todas as coisas numa velocidade monstruosa e fazê-las em igual proporção, mas como podem ver, ler, vide trechos e links, o melhor alimento para o cérebro é o exercício, tanto físico quanto mental, já diziam os anciãos, aliados a uma boa alimentação.
Você já notou uma coisa? Os cientistas inventam um remédio, mas ele mesmos alertam quanto ao uso de suas próprias invenções, é como se Deus dissesse a nós, "eu os inventei, mas cuidado com minha invenção". não é o que diz a passagem "maldito homem que confia no homem" jeremias 17.5. Confesso que vejo uma confusão, mas isso é assunto futuro.
Então nesta manhã de domingo, após ler este artigo é claro, repense o seu dia, mexa-se.
  
Além de estimular novos neurônios, o exercício tem uma consequência direta no cérebro: aumenta o nível de oxigênio no órgão, deixando-o mais "plugado". "Exercícios estimulam a circulação, fundamental para o cérebro funcionar. É a maneira mais simples e barata para turbiná-lo", diz o neurocientista e psiquiatra Daniel Amen, premiado autor de vários livros sobre o assunto, entre eles o recém-lançado Making a Good Brain Great (Fazendo um Cérebro Bom Ficar Maravilhoso). "Recomendo jogar pingue-pongue. É um exercício aeróbico que melhora a coordenação visual e motora. Usa a parte de cima e de baixo do corpo, levando várias regiões do cérebro a trabalhar", afirma ele. Outro benefício é estimular a produção de serotonina, o neurotransmissor responsável pela sensação de bem-estar.  

Acredite na sua capacidade! 
Embora não seja raro ouvir que o uso de estimulantes da inteligência seja magnífico e não acarrete efeitos colaterais, não está claro as consequências que seu uso pode causar. Existem maneiras mais saudáveis de planejar seu tempo e instigar sua mente, para obter os resultados que precisa. A começar pela dieta e atividade física. Será que compensaria arriscar sua saúde em troca de horas de concentração e excitação? Faça valer sua inteligência desde já, opte pelo caminho saudável para alcançar seus objetivos. O trajeto pode parecer mais longo, mas com certeza será mais seguro! 


Dica de filme:






Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores

Google+ Followers

Instagram

Parceiro

QG dos Blogueiros

Versos da alma

Anuncie

Anuncie

SnapChat

SnapChat

Facebook

Youtube

Feature Post

Versos da alma

Versos da alma

Google+ Badge

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *

Follow by Email

Postagem em destaque

[Súmula de domingo] - JOGOS DA MASSA – Ana Cristina

Copyright © Faroeste Literário - entrevistas, cursos, resenhas e muito mais | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com