sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

[Retrospectiva 2015] Entrevista #2 com Júnior F. Leão

Essa entrevista foi publicada no dia 17/08/2015.


Confira:

Júnior, quando começou sua paixão pela escrita?
R: A minha paixão pela escrita começou logo quando comecei a ler minhas primeiras sagas(Crepúsculo) desde então comecei a ler outras e comecei a escrever minhas primeiras fanfics sobre sagas que realmente tinham marcado minha vida, depois eu comecei a trabalhar em textos originais e por fim tomei iniciativa de escrever meu primeiro romance.
E desde cedo seus familiares já notavam que você tinha esse dom para a escrita?
R: Sempre gostei de escrever, fazer cartas para minha mãe, escrever textos em datas comemorativas em aniversários, mas acredito que nunca havíamos pensado que eu escreveria livros e encontrasse uma editora para publica-los.
Você costumava escrever sobre o que?R: Como disse, eu escrevia sobre o que eu leia, eu tinha um fanfic sobre Crepúsculo e Harry Potter que foram as sagas que me acompanham por grande parte da minha adolescência, escrevia o que eu gostaria de ver em ambos livros, então eu escrevia o gênero fantasia, atualmente estou trabalhando em meu livro “Corrompida”, mas com a publicação de No Êxtase do Prazer, eu tive que me dedicar mais para essa nova etapa, “Corrompida” é diferente do que eu já escrevi, tem fantasia e está sendo um bom lugar de ser estar nas horas vagas.

Na sua família tem alguém que escreva e possa ter lhe influenciado a escrever também?
R: Acredito que foi algo que desenvolvi ao longo do tempo, a influência da minha família foi voltada ao apoio incondicional que encontrei nela, isso é algo muito importante e eu graças a Deus pude encontrar isso em meus pais e familiares.

A faculdade de Pedagogia  já era algo fixo em sua mente?
R: Desde criança eu sempre quis ser professor, mesmo que hoje a pedagogia ela vai muito além da sala de aula que por sinal eu amo estar, hoje temos a pedagogia hospitalar, empresarial entre outros campos, mas eu sempre quis ser professor, planejar aulas e corrigir provas, eu me sinto realizado fazendo isso, aos meus oito anos eu dava aulinhas para meus sobrinhos e levava muito a sério (risos), e agradeço a Deus pela oportunidade que ele me oferece de poder estar fazendo o que eu amo.

E seus alunos leêm seus trabalhos? O que eles acham?
R: Eu trabalho na educação infantil, e por enquanto só escrevo textos nessa área, mas as outras professoras que trabalham comigo vibram comigo por está conquista e então ansiosas para ler meu romance.

No êxtase do prazer é o primeiro livro que você publicou?
R: Sim, um dos momentos mais marcantes de minha vida, jamais esquecerei o dia em que o livro piloto chegou na minha casa, foi uma euforia e tanta.

Você publicou o livro primeiramente no aplicativo Wattpad né? E qual foi sua reação ao ver que as pessoas estavam lendo e gostando do seu trabalho?
R: Eu me lembro bem da minhas alegria e da Kamila quando recebi os primeiros comentários na plataforma, as pessoas falando que estavam gostando e quando teriam mais capítulos, eu estava eufórico e escrevia todos os dias para alimentar o desejo de minhas leitoras, são enormes lembranças boas que guardo de lá, foi um momento de grande aprendizado.
No livro físico foram necessárias alterações? Acrescentar, remover ou alterar partes?
R: Foi realmente mágico editar o livro, acrescentei alguns capítulos no livros e alterei o que achei ser necessário, detalhes mínimos que vão tornar a leitura mais fácil, estou ansioso para ver minhas leitoras com o livro nas mãos, aí sim será a realização completa.
Ao pegar pela primeira vez o livro em suas mãos, qual foi a sua sensação?
R: Eu estava no trabalho, e liguei para minha mãe perguntando se o livro havia chegado, ela havia dito que sim, e eu me emocionei e não podia fazer barulho porque estava na escola em que trabalho, mas foi uma sensação maravilhosa saber que eu estava a poucas horas de ver meu livro, quando cheguei em casa e peguei o envelope  dos correios e abrir meu coração se encheu de alegria, me emocionei de novo e quando abrir e vi cada letra e detalhe não existe palavras para descrever, apenas um sentimento de agradecimento a Deus e a meu editor Nelson que tratou de cada detalhe com carinho.


O que seus familiares e amigos acharam do lançamento de "No êxtase do prazer"?
R: Desde o momento em que eu contei que eu estava escrevendo um livro para meus pais e depois para meus outros familiares, ficamos sempre rodeados de expectativas, até que o livro piloto chegou e foi um alvoroço total.

Como é sua relação com as "Divas"? Elas acabam virando amigas suas ou é aquele contato mais profissional autor e leitor?
R: Minhas divas são as leitoras mais espetaculares do mundo, a maioria delas entraram para meu circulo de amizade, eu sinto falta quando não estou com elas em nossos grupos conversando e isso que me faz sempre continuar em  frente em busca de meus sonhos.
Alguma leitora já chegou para você contando que viveu histórias parecidas com a do livro ou que algo mudou na vida dela por causa do livro?
R: Sim. E eu fiquei com uma felicidade tremenda, outro dia uma leitora e amiga me disse que havia entrado na aula de dança do ventre por conta da minha personagem Catherine, fui no céu e voltei. (risos).
No êxtase do prazer tem um segundo livro chamado "No êxtase da libertação", esse também virará livro físico?
R: Estou contando com apoio de minhas leitoras para que tudo aconteça inclusive isto, mas coloco tudo nas mãos de Deus e sei que ele está cuidado do melhor para mim.
Conte-nos um pouco desse seu novo projeto, chamado “Corrompida”.
R: Corrompida está sendo postado no Wattpad, estamos iniciando agora um processo de divulgação do livro, a obra se passa em um reino que é atormentado pela fome e miséria, o trono porém pertence a filha do rei que cedeu a coroa para sua tia, uma carrasca em busca do poder, está sendo delicioso escrever essa obra, convido vocês a viverem comigo as aventuras de Corrompida.
Você esteve quase 6 meses afastado do meio literário, aparecendo somente no Wattpad e nos deixando mortos de preocupação (hehe). Qual foi o motivo desse sumiço repentino?
R: Risos, na verdade eu não tinha me dado conta do quanto o tempo está voando, e esses seis meses escorrem pelas minhas mãos em um piscar de olhar, do trabalho para a faculdade, meu tempo ficou curto e quando percebi já tinha se passado todo esse tempo, mas agora estou de volta e vamos correr atrás desse tempo que ficou para trás.
E agora que está de volta, quais são seus planos além de “Corrompida”?
R:  Ainda não posso dar muitos detalhes, mas além de Corrompida logo teremos grandes novidades, e voltarei aqui para falar um pouco mais dessa nova aventura.
Júnior, é muito bom ver você de volta ao meio literário, muito obrigado por conversar conosco e falar um pouquinho da sua vida e dessa sua nova fase. Deixamos nosso blog a sua disposição para o que precisar e lhe desejamos todo sucesso do mundo!



Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores

Google+ Followers

Instagram

Parceiro

QG dos Blogueiros

Anuncie

Anuncie

SnapChat

SnapChat

Facebook

Youtube

Feature Post

Google+ Badge

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *

Follow by Email

Postagem em destaque

[4ª Poética] Sofro em teu olhar - Robson Lima

Copyright © Faroeste Literário - entrevistas, cursos, resenhas e muito mais | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com