quarta-feira, 27 de abril de 2016

FIO DENTAL, CIGARROS E TRAGOS [coluna]: Todo Mundo Transa

TODO MUNDO TRANSA.
Por LOPES, Marianna.

Carioca, 23. Escritor.

Coluna “Fio Dental, Cigarros e Tragos”.



*NOTA AO LEITOR: Esta é uma coluna informativa. Seu conteúdo visa levar conhecimento sobre a história da literatura erótica e suas consequências no mundo. Bem como dar dicas de autores e livros com resenhas e críticas.


LITERATURA ERÓTICA é o termo designado ao gênero que utiliza o erotismo como forma de escrita para despertar o leitor para o universo sexual. Também pode ser chamada de pornográfica. Embora considerada ofensiva e pecaminosa, seu conteúdo e/ou fragmentos estão presentes, também, em diversos tipos de obras cujo objetivo principal não é este conteúdo.

  “Sexo é tão importante quanto comer ou beber. E nós devemos satisfazer esse apetite sem constrangimento ou falsa modéstia.”

- Marquês de Sade 

Associar literatura ao sexo não foi ou é uma exceção à regra, posto que o erotismo, a pornografia e o próprio ato fazem parte da cultura social mundial desde os primórdios dos tempos. Afinal, amigos, não chegamos aqui trazidos pelo vento como sementes.

Escrever para o leitor erótico é um desafio. É um dos tipos mais exigentes. Fazem seus autores se lembrarem de que, na hora da escrita, a estética é o menos importante. Mesmo que você o enrede, ele quer algo latente. Sexo não foi feito para ser bonito. E essa é a grande e verdadeira beleza. Despir-se do óbvio e se deixar transparecer da forma mais primitiva possível, revelando suas vontades mais secretas – que muito fazem parte daquilo que você é e não se dá conta em boa parte das vezes.
Sim, claro que a conquista tem sabor. Ninguém vai negar. Até naquele livro (principalmente) fica a sensação de faltar um pedaço ainda que só se queira um pau entre as coxas ou um lugar quente e úmido para entrar. Mas o grande “tesão” está na escolha das palavras. O poder que cada uma delas tem dentro de quem lê e/ou ouve.
O grande choque do sexo é que o sujo e despudorado é pouco explorado e um tanto ainda ignorado. Ouvir “boceta”, “cu”, “pau”, “foder”... nos remete ao que deixamos murchar no dia-a-dia respondendo a questões monótonas da rotina. E parece que somos muito mais humanos quando “oi, tudo bem” é a última coisa que temos que dar alguma resposta. Basta um puxão de cabelo, um beijo na nuca e algumas palavras para o corpo se sentir vivo novamente. E deixar isso de lado é a verdadeira sacanagem.
Não é um assunto para se jogar aos sete ventos. Quem come quieto, fica para a sobremesa. Toma o cafezinho e ainda palita os dentes. Mas saber o que excita quem você deseja, se deixar levar pelas emoções mais profundas e profanas que o toque entre corpos pode proporcionar não é nem deve ser uma grande questão.
O verdadeiro pecado não está no ato. Pecado é se negar ao prazer e deixar ser simplesmente luxúria barata. Fazer amor, trepar, foder... tanto faz! Desde que haja troca. Desde que não haja aquele medo de “e se eu me apaixonar?”.
Um livro deixa estas e outras questões abertas a quem as quiser ler e entender. De uma forma, às vezes, não tão agradável ao leitor – com palavras muito pesadas ou melosas demais -, mas você consegue encontrar um equilíbrio em algum momento. E refletir sobre o assunto. Sexo é comum como sentir sono.
Estar livre para viver sua sexualidade tem total relação com estar em paz com aquilo que se acredita e não criar tabus e questionamentos desnecessários que atravancam as relações com o restante do mundo e que impedem de desfrutar o prazer da leitura.


Até a próxima quarta.
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores

Google+ Followers

Instagram

Parceiro

QG dos Blogueiros

Versos da alma

Anuncie

Anuncie

SnapChat

SnapChat

Facebook

Youtube

Feature Post

Versos da alma

Versos da alma

Google+ Badge

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *

Follow by Email

Postagem em destaque

[Súmula de domingo] - JOGOS DA MASSA – Ana Cristina

Copyright © Faroeste Literário - entrevistas, cursos, resenhas e muito mais | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com