domingo, 22 de maio de 2016

[Súmula de Domingo] - Uma Proposta – Ana Cristina.

 A palavra vírus é originária do latim e significa toxina ou veneno. O vírus é um organismo biológico com grande capacidade de multiplicação, utilizando para isso a estrutura de uma célula hospedeira.http://www.suapesquisa.com/cienciastecnologia/virus.htm
Vamos falar um pouco sobre o que seja este agente causador de doenças, mas vamos falar de formas adversas, dele propriamente dito e dele como sentido figurado, representado o doente estado do nosso país.
De como as pessoas nele inseridas lidam com essa realidade.
Há os que se exaltam, se empolgam e simplesmente saem pelas ruas incitando nem eles mesmos sabem o que, há os que tem em suas mãos documentos com reivindicações e abaixo assinados pleiteando algo, há os que se aproveitam da massa e se infiltram com o objetivo de escandalizar e depredar o próprio patrimônio, é público, é dele. Também há os que se abstêm de emitir qualquer comentário por um motivo ou outro, mas nem por isso são pessoas isentas e ou ausentes.
Pois bem, estamos todos doentes, carregamos em nós um vírus, ou vários, infelizmente, é como se houvessem aberto o laboratório onde eram aprisionados e tivessem quebrado todos os invólucros que os mantinham em segredo.
Vivemos em um estado de constante instabilidade.
A saúde está tão abalada que o próprio organismo criado a nos confortar da dor e das doenças, anda debilitado, o hospital. É absurdo conceber um hospital sem leitos, sem medicamentos, sem gerencia e respeito à vida humana. É humanamente impossível se pensar que não podemos confiar em nosso gestor, o Estado, o que deveria nos proporcionar, educação, saúde, laser, segurança, bem estar ..... Não eu não consigo pensar nem entender que dinheiro há, mas ele foi passear em iates, cirurgias plásticas, castelos, em ternos Brook’s Brothers, enquanto isso......
Há um estado de espanto, onde não sabemos mais para onde fugir, ao menos não dentro deste coração chamado Brasil. Então para onde iremos?
Há uma doença no ar. A doença do descaso, do desamor, do vício em ser desonesto, da burrice em pensar que roubando o país não está lesando a si mesmo.
Como se não bastasse a doença de caráter, ainda temos que lidar com doenças antes erradicadas e a novas, acho que fugiram do laboratório.
Precisamos nos vacinar. Mas do que mesmo? Estamos doentes em tantos aspectos e não temos vacina suficiente. Eu tenho pena de mim e de você.
Vamos então fazer um abaixo assinado ao mal humor, à má educação, à ira e ao desrespeito? Vamos tentar amenizar as mazelas que nos assolam e aos poucos consertaremos os estragos. Eu quero um país organizado, estruturado, lindo de se vê e se ter e você?
Um excelente início de semana a todos, um forte abraço.
Para amenizar, um filminho, https://www.youtube.com/watch?v=vtx4OvrH0IY
Ana@Cristina.



Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores

Google+ Followers

Instagram

Parceiro

QG dos Blogueiros

Anuncie

Anuncie

SnapChat

SnapChat

Facebook

Youtube

Feature Post

Google+ Badge

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *

Follow by Email

Postagem em destaque

[4ª Poética] Sofro em teu olhar - Robson Lima

Copyright © Faroeste Literário - entrevistas, cursos, resenhas e muito mais | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com