quarta-feira, 15 de junho de 2016

[Coluna] FIO DENTAL, CIGARROS E TRAGOS: CHARME

Por LOPES, Marianna.
Carioca, 23.
Escritora.






FIO DENTAL, CIGARROS E TRAGOS
Coluna


CHARME
"... And we all lose our charm in the end..."

- Marilyn Monroe ("Diamonds are a girl best friends)

Nada substitui o bom e velho charme.

E charme vai muito além de simplesmente um rostinho ou um corpinho bonito. Charme tem muito, se não tudo, a ver com o enredo que te faz se sentir atraído por seu objeto de desejo. A maioria de nós está muito ocupada tentando se adaptar aos afazeres da vida. Tentando se adequar às regras estabelecidas pelo padrão social do suposto jeito oficial de viver. Ora bolas, Machado de Assis dizia sobre o Brasil: "Há o país oficial e há o país real". O oficial, claro, é aquele que todos já conhecem.
Falando num sentido de mundo, são todas essas praticidades - que não são tão bobas assim, mas são supervalorizadas. Fazendo-nos esquecer o lado bom da vida, que é simplesmente viver sem ter que entender de tantas coisas. Não ter medo de fazer planos, sentir novos gostos, sabores. Apreciar as coisas simples, ainda que se tenha muita obrigação a se cumprir. Parece muito fácil de se falar, mas, acreditem, é mais fácil fazer. Afinal, o mundo está aí para você explorá-lo. Não é preciso gastar dinheiro, basta uma boa conversa. É preciso, sim, mais paciência, mais vontade, mais amor, mais compreensão, companheirismo. O país, ou mundo real, é aquele que nos falta. É justamente o que leva à perda do charme. Às vezes falta aquela rosa de plástico só para fazer a pessoa sorrir.
Ler parece-nos tão ilusório e tão chocante justamente por estarmos sempre esperando a sexta-feira. O fim de semana. Um tempinho vago para o prazer. Daí fazemos aquela conquista e descarregamos. Achando que fizemos um sexo ótimo. Sexo bom é aquele sexo em que você não espera a sexta. Você no meio do dia arruma um tempo para estar com quem gosta. Seja por skype, mensagem ou até uma escapadinha pessoalmente. Deve ser por isso que os livros se tornaram obsoletos para algum. Viver tem sido a última coisa que se faz hoje em dia. Tornou-se o vintage do momento. Todo mundo gosta de saber que tem, mas ninguém sabe como usar e parece que tem porque acha legal.
Despir-se dos olhares e opiniões do mundo do lado de fora é o primeiro passo para compreender por que determinadas coisas ainda nos atingem tanto. Palavras, aparentemente, chocantes só nos chocam porque estabelecemos este padrão ilusório de vida regrada. Não sou contra regras, mas sou contra a maneira como as fazemos. E é preciso sempre um filme ou livro revolucionário para que as pessoas enxerguem esta visão. Seria muito mais fácil se todos tivéssemos um postura e fôssemos mais bem resolvidos.
O que o sexo tem a ver com isso? A vida é indivisível. Este é o principal a ser entendido. Uma vez que está em paz com o que acredita, com o que quer, com o que gosta... está em paz com as demais coisas a serem posicionadas na sua vida. Você tem suas prioridades, princípios. E não os troca por simples opiniões. Ler um conto erótico, um livro... só nos faz perceber o quanto esses personagens são reais e cada vez mais próximos de nós. Mostrando-nos que precisamos entender que tudo está interligado com aquela velha e boa procura que fazemos todos os dias em busca do sentido de alguma coisa, que na verdade, em boa parte das vezes, nem precisa fazer.

Eis o grande charme.
Eis o que se perde por querermos e não vermos o real.
Porque o nosso querer ainda está muito ligado ao oficial. E ultimamente também há um egoísmo e preguiça muito grande para lutar pelo real. É mais fácil reclamar do que fazer. É mais fácil ter preconceito com algo comum, como o sexo, do que sentar e bater aquele papo gostoso sobre as novidades do sex shop. Sem julgamentos ou compromissos.

"E, no final, todos perdemos o charme"

Até a próxima quarta.
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores

Google+ Followers

Instagram

Parceiro

QG dos Blogueiros

Versos da alma

Anuncie

Anuncie

SnapChat

SnapChat

Facebook

Youtube

Feature Post

Versos da alma

Versos da alma

Google+ Badge

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *

Follow by Email

Postagem em destaque

[Súmula de domingo] - JOGOS DA MASSA – Ana Cristina

Copyright © Faroeste Literário - entrevistas, cursos, resenhas e muito mais | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com