quarta-feira, 24 de agosto de 2016

[COLUNA: FIO DENTAL, CIGARROS E TRAGOS]: Um bar, uma caneta, meia dúzia de folhas, cem doses de whisky, um par de pernas e uma boca entre as coxas





Fio Dental, Cigarros e Tragos
Coluna.

Por LOPES, Marianna
Carioca, 23.
Escritora.

Um bar

    Uma caneta

         Meia dúzia de folhas

                Cem doses de whisky

                        Um par de pernas

                                                ...Uma boca entre as coxas


"Dizem às más línguas que eu não tenho coração... Bem, as más.
Porque as boas estão ocupadas com coisa muito mais interessante que o meu coração"

- TRAMELL, Richard



Já dizia Woody Allen: "As pessoas boas dormem melhor à noite. Claro, as más se divertem muito mais durante o dia". Um bar, uma caneta - que, na verdade, é um cotoco de lápis velho revestido com uma pasta dourada - meia dúzia de folhas de papel que vão ao chão porque a vista turva, depois de umas cem doses de whisky, não lhe deixa acertá-las na lixeira que parece estar tão distante. Só mesmo um par de pernas e um lugar quente e úmido entre as coxas para beber do líquido do deleite. E se arrepender amargamente de ser quem é, o que é e como é quando avista a luz de mais um dia e as máscaras se repõem. As pernas se vão e as bocetas também. Os cabelos sedosos, os perfumes doces, o cheiro de sabonete na pele.
Ninguém aceita um bêbado como CEO, mas, nessa vida, você descobre que ganha muito mais sendo um bom ator. Se esgueirando no baile máscaras, no meio da multidão dançando conforme a música num eterno carnaval em que os sonhos e desejos, o gozo pela vida, são jogados ao vento como confete e serpentina.
E no vaivém de rostos aleatórios, de risadas estridentes, olhares, sabores e segredos; a vida passa como água entre os dedos de quem só se importa com o agora. O agora que passa, do amanhã que vem. Qual é a graça de viver um dia de cada vez e se poupar dos excessos? Evitar a fadiga virou se acomodar com o estilo de vida mais adequado, que não fere, só fere, não chora, só chora, mas não ama, não trepa e não goza.
Desacreditar na verdade dita entre lençóis e dois ou mais corpos suados. Gozar por gozar. Transar por transar. Transar porque é legal sem saber o que é legal. Por que é legal? Você sente ou só finge que sente? Você sabe o que é sentir? Sexo não cura? Quem foi que disse tamanha sandice? Convenhamos, não há nada que uma boa trepada não resolva? Nem que seja por dez segundos. Afinal, você tem o resto da vida para se arrepender. Se você acha que não é cura, o arrependimento, está saindo com a pessoa certamente errada.
O errado cura mais que o certo. O errado ensina mais que o certo. Ainda que você não concorde, pare para pesar na balança quantas vezes você caiu e aprendeu a fazer a coisa certa. Amargurar-se dos tropeços é o seu grande erro. Se a pedra te fez cair, pegue-a e arremesse na cabeça de alguém.
A série "Fio Dental, Cigarros e Tragos" traz para você a histórias de Sugar Thiel e Richard Tramell dividida em três livros - Sugar, Salt e Pepper - e promete temperar sua leitura com o reencontro explosivo de duas pessoas com um passado marcado por escolhas erradas, arrependimentos, amarguras. Um presente repleto de cicatrizes, mudanças, responsabilidades e contas a serem acertadas. O que o futuro reserva é o segredo a ser revelado pelas páginas de um enredo do erótico ao pornográfico. Do certo ao duvidoso. Do amoroso ao que espuma de ódio.
Sugar é uma advogada de vinte e sete anos que volta a morar em Seattle após dez anos na Europa. Richard é o CEO do Tramell Residential Group, uma importante construtura de condomínios, casas e prédios residenciais - que herdou de seu pai. Os dois tem um passado sórdido e segredos que estão muito mais escondidos do que se pode imaginar. Os verdadeiros segredos podem não ser aqueles que se conhece. E se você descobrisse que a verdade não é a sua verdade, a verdade que você conhece? Dar uma chance a si mesmo pode ser a chave para desvendar os verdadeiros mistérios escondidos por trás de histórias desconhecidas e barreiras construídas ao longo de uma vida repleta de altos, baixos e consequências atrozes.
Richard Tramell tem uma vida um tanto... digamos, alternativa. De bar em bar, de copo em copo, de corpo em corpo, ele tenta ser aquilo que acha que realmente é. Alguém que perdeu as esperanças de ser alguém. Ele escreve algumas de suas experiências em algumas páginas, não para perpetuá-las. Mas para dizer a si mesmo que foram reais e tiveram algum significado. Ainda que ele não acredite. Enquanto Sugar agora segue em carreira solo depois de um longo tempo trabalhando para uma famosa firma de advogados da Inglaterra. Mas ela também deixa suas máscaras de lado em busca de um pouco de emoção. Em busca de algo que lhe foi arrancado, que lhe assusta ao mesmo tempo que a possui e a faz querer mais.
"Fio Dental, Cigarros e Tragos" é a nova forma de fazer Literatura Erótica. É a nova forma de ver a Literatura Erótica. Não apenas como uma porta para novidades no sexo, mas também para assuntos pertinentes, como traumas psicológicos, relacionamentos abusivos, descoberta da sexualidade, estar bem-resolvido consigo, conflitos de interesses, jogos de intrigas, relações familiares, amizade, amor, ambição. É o realismo chocante e despudorado de: por que devemos nos esconder?
O sexo pode não resolver tudo, pode não curar tudo. Mas será que não é o sexo, a intimidade, o toque, o olhar, o vaivém dos quadris que pode ser uma das chaves para nos encontrarmos conosco e com o que deixamos pelos caminho? Será que não é a hora de pararmos de tratar Literatura como apenas Literatura e sexo como apenas um ato para suprir as necessidades. Ou será que devemos encarar o sexo com uma necessidade normal do ser humano e parar de tratá-lo como tabu? Como algo que deve ser mantido entre quatro paredes e nada mais?
Ter a liberdade de assumir o que gosta e quem gosta, como e quando gosta está longe de ser contar a vida em detalhes, mas ser astuto para observar, entender, interpretar, compreender, saber tocar, saber até onde vai, quando parar. Esse é o sexo bom. Sexo só é bom quando é sujo. Quando se troca fluidos oral, fisicamente, através de olhares, palavras, sorrisos e pernas. Telefonemas, frases de duplo sentido, aquela passada básica pelo objeto de desejo como quem não quer nada. Parar de objetificar as pessoas e começar a usar os verdadeiros objetos nas pessoas. Um vibrador, um consolo, um plug... Tudo que possa estimular a boca, o paladar, o tato, os sentidos, os sentimentos, o prazer do outro. Entender que o prazer se completa e a diversão é sempre mútua.
Ler e deixar dogmas, dilemas, preconceitos e receios de lado. Olhar para os lados e deixar o título a mostra. Se alguém lhe perguntar do que se trata, diga "sexo" em alto e bom tom. De como o sexo une, separa, transforma e modifica as pessoas. De como alguém com quem nunca pensou se envolver pode lhe trazer lições que vão entre e além dos lençóis.

O primeiro livro, "Sugar", tem lançamento previsto para 2017. Depois que os leitores conferirem a história de "Puro Êxtase". Seguido de "Salt" e "Pepper". Richard Tramell já caiu no gosto, nos braços e encantos das leitoras com as partes da história disponibilizadas na internet na página da série no Facebook e no site. A série também tem espaço no instagram. Em cada uma dessas redes sociais, você encontra mais informações sobre a série, tem acesso ao link com a playlist do Spotify, fica por dentro de data de lançamento e conteúdos exclusivos. "Fio Dental, Cigarros e Tragos" é a minha primeira trilogia erótica. Nasceu de uma coletânea de contos eróticos, que pensava em lançar, até ler "23 noites de prazer", da Julianna Costa, autora brasileira já mencionada aqui na coluna, e ter a ideia de escrever um romance. Dentro daquilo que eu acredito que seja Literatura Erótica, Literatura e escrita, penso que será de grande impacto aos que me conhecem. Espero cativar os demais leitores. Que esta série seja tão significante para todos tanto quanto é significante para mim. Representa um grande amadurecimento literário, como escritora e como leitora.

Visitem e curtam a página da série no Facebook.
Deem uma olhada, também, no site.
Continuem acompanhando a coluna.

Até a próxima quarta.
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores

Google+ Followers

Instagram

Parceiro

QG dos Blogueiros

Versos da alma

Anuncie

Anuncie

SnapChat

SnapChat

Facebook

Youtube

Feature Post

Versos da alma

Versos da alma

Google+ Badge

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *

Follow by Email

Postagem em destaque

[Súmula de domingo] - JOGOS DA MASSA – Ana Cristina

Copyright © Faroeste Literário - entrevistas, cursos, resenhas e muito mais | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com