segunda-feira, 26 de setembro de 2016

[Novela] A luta do Mal - Galerinha do mal: Capitulo 6

Livre, leve e solta! Marivilhosa chegou chegando, meteu os dois pés na porta do calabouço. A partir daquele momento a guerra fora declarada, e seria sangrenta e do mal. Por essa, Carmota piquenez não esperava! Desprovida de muito de seus escravos, e com seu império em decadência, a horrenda Carmota piquenez, simula um sinal de paz.

Alguns dias depois, Carmota piquenez ficou sabendo onde estava instalada a sede da galerinha do mal. Cheia de “boas intenções” leva para marivilhosa um caminhão de rosas para presenteá-la em sinal de trégua e pedido de desculpas. Admirada, Marivilhosa aceitou o presente, não por estar disposta a tréguas mas por amaaaaaaaaar rosas.

Mal sabia ela que aquilo era sim um presente de grego! Ao abrir o lindo caminhão florido e enflorado de lindas flores, marivilhosa cai dura pra trás! Fora envenenada pela malfeita Carmota Piquenez. Nesse momento todos ficam atônitos, perdidos, sem chão! Oque seria da Galerinha do mal sem a má influencia de Marivilhosa. O subcomandante Rafa, pela última vez dá uma ordem ao bando do mal, decidi dar um enterro digno a Marivilhosa, com todo o glamour que ela mereci!


Mariane Helena

Share:

3 comentários:

Seguidores

Google+ Followers

Instagram

Parceiro

QG dos Blogueiros

Anuncie

Anuncie

SnapChat

SnapChat

Facebook

Youtube

Feature Post

Google+ Badge

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *

Follow by Email

Postagem em destaque

[4ª Poética] Sofro em teu olhar - Robson Lima

Copyright © Faroeste Literário - entrevistas, cursos, resenhas e muito mais | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com