quarta-feira, 26 de outubro de 2016

[COLUNA: FIO DENTAL, CIGARROS E TRAGOS]: Negócio da China


FIO DENTAL.CIGARROS.E.TRAGOS.COLUNA

Por LOPES, Marianna
Carioca, 23
Escritora


Há alguns anos, o governo da China fez um plano de contenção para controle de crescimento populacional. Os casais podiam ter, no máximo, dois filhos. O país sofria com a superpopulação. Além dos novos, a expectativa de vida no país é demasiado alta. Ou seja, também há boa parte da população na linha entre adultos e idosos. Com isso, foi preciso barrar um dos lados para que não tivessem tantos outros transtornos além do crescimento desenfreado.
Mas a modernidade e o pensamento livre também chegaram ao outro lado mundo, principalmente os ideais femininos para escolherem desde o seu modo de vida ao parceiro com quem querem dividir momentos ou a própria vida. Todo ano, elas vão as ruas com objetos lembrando órgãos sexuais masculinos e femininos, além de outros objetos eróticos, para pedirem por mais liberdade de escolha, para terem mais voz. Concordando que a sexualidade é tão essencial quanto qualquer outro aspecto para a boa vivência, para a formação do indivíduo, para as relações com a sociedade. Estar certo daquilo que quer, poder escolher e ser respeitado pelo outro de acordo com o que cada um deseja para si.
Sendo assim, as meninas decretaram que não querem casar. Sim, foi isso mesmo. Elas querem curtir. Logo, o Mercado entrou nessa onda de renovação e disponibilizou novos produtos e serviços no setor erótico para quem está a procura de diversão, prazer, encontro casuais. Bem como aquela companhia para jantar ou até somente para dormir junto. A maior procura? É a dos homens. Por causa, não chamemos de greve, mas de contra-reforma, das mulheres, nossos companheiros do sexo masculino estão recorrendo aos mais variados e modernos serviços eróticos.
Você pode, por exemplo, como fã de anime e outros desenhos chineses, pedir um acompanhante vestido de seu personagem favorito. Pode ir a um clube de companhia. Só para conversar. É preciso respeitar as regras. Em alguns lugares, é proibido tocar. Você chega, pede um drink, conversa e vai embora. O serviço de acompanhante para dormir também está disponível. Você solicita alguém para lhe fazer companhia na hora de tirar aquele sono. Não há limites para a imaginação. Os chineses não são conhecidos pelas limitações.
Um belo exemplo disso, são coisas mais bizarras de clubes mais selecionados no quesito fetiche. Há clubes em que o convidado é levado a uma sala, amarrado e espancado. Tudo pelo prazer. O prazer da dor. Perturbador. Para quem não curte. Mas para quem está aberto a todos os limites do corpo, da mente e do prazer... é uma sessão orgástica de socos e até pauladas. Há filmes que relatam este tipo de coisa. Um deles, mostra uma competição em que os participantes tem que gozar até o fim da rodada, amarrados a cadeiras, apenas olhando as cenas eróticas mais bizarras. Quem não goza, morre.
Mas o que mais pode te deixar sem tesão (talvez) é o fato de que ele ao final de algumas sessões, depois que já espancaram e fizeram tantas outras coisas, o parceiro defeca no outro e um deles até come as fezes, se lambuza. Bom... confesso que meu estômago também fica embrulhado só de imaginar.
Mas é como diz aquele ditado, né?
"Tem maluco para tudo".

Até a próxima quarta.
Share:
Local: Rio de Janeiro, RJ, Brasil

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores

Google+ Followers

Instagram

Parceiro

QG dos Blogueiros

Versos da alma

Anuncie

Anuncie

SnapChat

SnapChat

Facebook

Youtube

Feature Post

Versos da alma

Versos da alma

Google+ Badge

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *

Follow by Email

Postagem em destaque

[Súmula de domingo] - JOGOS DA MASSA – Ana Cristina

Copyright © Faroeste Literário - entrevistas, cursos, resenhas e muito mais | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com