domingo, 8 de janeiro de 2017

[COLUNA DE FÉRIAS] Profundo

A Terra gira
O ponteiro gira
Girassol

Gira o volante
Gira a catraca
Passa o instante

A hora passa
Passam os passos
Tudo tem pressa

O ócio escasso
A paz ao acaso
Um caso sério

Tudo muda
A muda vira árvore
E a árvore morre muda

O tempo corre
Corre o sangue
O coração não para

Mas na minh´alma menina,
Há um sonho que não passa,
Uma vontade que não muda,
E um ideal que não morre.


 LYA GRAM 




Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores

Google+ Followers

Instagram

Parceiro

QG dos Blogueiros

Versos da alma

Anuncie

Anuncie

SnapChat

SnapChat

Facebook

Youtube

Feature Post

Versos da alma

Versos da alma

Google+ Badge

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *

Follow by Email

Postagem em destaque

[Súmula de domingo] - JOGOS DA MASSA – Ana Cristina

Copyright © Faroeste Literário - entrevistas, cursos, resenhas e muito mais | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com