terça-feira, 10 de janeiro de 2017

[COLUNA DE FÉRIAS] Soneto da Lua Cheia


Recordo do teu abraço ao lado do Teixo, 
Sob a luz do cerúleo luar. 
Sei que houve desejo, 
Mas até quando iria durar? 

 Nas lembranças me conforto, 
Em meio às lamúrias da fogueira,
 Das noites escuras de festanças, de dança, 
Dos corpos quentes em meio a bambueira. 

 A nossa volta, os elementos buscavam nos abraçar. 
Ao Norte, a Terra a nos acariciar. 
À Oeste, a Água a nos abençoar. 

 Ao Sul, salamandras se punham a festejar, 
Enquanto a Leste, Elfos saltavam pelo ar. 
E nas fogueiras de Beltane, esta recordação hei de enterrar. 

DRIKA YAR



Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores

Google+ Followers

Instagram

Parceiro

QG dos Blogueiros

Versos da alma

Anuncie

Anuncie

SnapChat

SnapChat

Facebook

Youtube

Feature Post

Versos da alma

Versos da alma

Google+ Badge

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *

Follow by Email

Postagem em destaque

[Súmula de domingo] - JOGOS DA MASSA – Ana Cristina

Copyright © Faroeste Literário - entrevistas, cursos, resenhas e muito mais | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com