quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

[Biografias Reais] Luis Fernando Verissimo

A realidade nua e crua!


Os tristes acham que o vento geme;
Os alegres acham que ele canta

(Luis Fernando Verissimo)

Luis Fernando Veríssimo , gaúcho, nascido em 26 de setembro de 1936. Escritor, humorista, cartunista, tradutor, roteirista de televisão, autor de teatro e romancista bissexto. Já foi publicitário e revisor de jornal. Filho do também escritor Érico Veríssimo, ainda é músico, tendo tocado saxofone em alguns conjuntos. É um dos mais populares escritores brasileiros contemporâneos.Considerado pelos amigos e familiares como um homem bastante tímido, nesses 80 anos de vida, Verissimo acumula uma extensa obra, composta por romances, crônicas, textos de ficção e jornalísticos. Com a marca do humor e irreverência, Pautando sempre a realidade do nosso cotidiano. – apesar de ser considerado uma pessoa introvertida, de pouca conversa – ele teve passagem  pela TV criando quadros para o programa "Planeta dos Homens", na Rede Globo, e fazendo adaptações para a série "Comédias da Vida Privada", baseada em livro homônimo de sua autoria. 
 Ainda na infância. juntamente com a irmã e um primo, aos 14 anos de idade Veríssimo produziu um jornalzinho com notícias da família, batizado de “O Patentino”;– Já escreveu pra muitas revistas, dentre elas: revistas Playboy, Veja e Cláudia, além do Jornal do Brasil, O Globo, Folha de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Zero Hora, entre outras publicações;– Possui mais de 60 títulos publicados;– Em termos de vendas de livros no Brasil, só perde para Paulo Coelho;– Como é um grande autor de crônicas sobre a vida cotidiana, já teve diversos textos atribuídos a ele, circulando pela internet. Ele próprio afirmou que eles não são de sua autoria.Sua paixão pela música – toca no conjunto Jazz 6 –, pelo futebol – é torcedor do Internacional – e pela família são traços da personalidade de Verissimo sempre apontadas por quem está em sua convivência.“Hoje, se me perguntar o que eu gostaria de ser em vez de cronista, eu seria músico certamente. É a coisa que me dá mais prazer. Mas naquela época seria cinema”, declarou Verissimo a Dapieve. Avesso a atividades físicas, ele afirma: “Meu único exercício é soprar o saxofone”Na entrevista ao jornalista Arthur Dapieve, no livro "Conversa sobre o Tempo", Verissimo afirmou: “Eu gostaria de ser lembrado como um cara decente. Um cara decente como foi meu pai, decente em todos os sentidos da palavra. E que, sei lá, tocava um blues respeitável”.

Mariane Helena.
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores

Google+ Followers

Instagram

Parceiro

QG dos Blogueiros

Anuncie

Anuncie

SnapChat

SnapChat

Facebook

Youtube

Feature Post

Google+ Badge

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *

Follow by Email

Postagem em destaque

[Biografias Reais] Escritor José Saramago

Copyright © Faroeste Literário - entrevistas, cursos, resenhas e muito mais | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com