sábado, 13 de maio de 2017

[Orações A Saturno] A vida inda toca - Edhson J. Brandão


a vida inda toca

edhson j. brandão (conhecido pelo suicídio desistido)




o homem do conserto não vem para deixar Jurema em alaridos e convulsões histéricas por conta dos panos de prato que não estarão brancos e reluzentes de cândida nos seus varais até o dia de sábado.
o homem do conserto não vem para ocasionar um intermitente quebra-pau na Casa dos Pereira uma vez que Jurema se recusará a fazer suas vezes de mulher naquela noite como troco para o marido que não pagara os serviços do ausente.
o homem do conserto, sabemos, não vem e como todo o transtorno será  pouco ainda teremos Laryssah urrando pelos corredores que suas calças e calcinhas ainda não estariam lavadas e como ela se apresentaria para Walter Emanoel no final de semana?
tanto escândalo resultando na pressão psicológica que o Pereira iria sofrer até comprar roupa nova pra filha de dezessete que só usava moda de boutique.
(não comprar seria para Pereira a tragédia já muito adiada do seu  bom casamento cristão, uma vez que Laryssah, sua filha, entregaria para a mãe as inúmeras cantadas em torpedos e sms’s que o pai já dera em todas as suas amigas pedindo para lamber suas vaginas.)

o homem do conserto não vem para abençoar a Casa dos Pereira em incêndios e dramalhões.
uma máquina quebrada, a sua falta e eu com um resto de prosa.
se o homem do conserto não vem, pouco me interessa.
a vida inda toca.
ding, dong.
esperem aí.

não é ele na porta?

*  *

Orações A Saturno é o templo da linguagem pragmática sem a moral do mundo que o perturba. É um alento. Algo que eclode. Não sei. Um out de si no tempo da palavra. É sábado, todo sábado. São rezas para deus-palavra. E isso é tudo apenas quando há - nada. 
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores

Google+ Followers

Instagram

Parceiro

QG dos Blogueiros

Anuncie

Anuncie

SnapChat

SnapChat

Facebook

Youtube

Feature Post

Google+ Badge

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *

Follow by Email

Postagem em destaque

[4ª Poética] Corrigida Anisofila - Jonnata Henrique

Copyright © Faroeste Literário - Para um amanhã com ainda mais histórias | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com