quarta-feira, 21 de junho de 2017

[4ª Poética] Mistério na roça - Atex C. Azevedo


  Existe um som que amedronta
  No caminho escuro da roça,  
  È um som que o mais forte não afronta,
  Que assovia por riba da choça. 

  Ecoa agil na ribanceira,
  Adentra o canavial silencioso. 
  No taboal parece fazer brincadeira,
  Sobre os ninhos passa malicioso.

 No tronco oco muda de som,
 Mais adiante revolve a palha,
 Esse é o misterioso som
 Da lágrima que o vento espalha.


 ATEX C. AZEVEDO
Share:

Um comentário:

Seguidores

Google+ Followers

Instagram

Parceiro

QG dos Blogueiros

Versos da alma

Anuncie

Anuncie

SnapChat

SnapChat

Facebook

Youtube

Feature Post

Versos da alma

Versos da alma

Google+ Badge

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *

Follow by Email

Postagem em destaque

[Súmula de domingo] - JOGOS DA MASSA – Ana Cristina

Copyright © Faroeste Literário - entrevistas, cursos, resenhas e muito mais | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com