domingo, 19 de agosto de 2018

[Súmula de Domingo] Representar é... – Ana Cristina da Costa

Em homenagem ao Dia do Artista do Teatro!

Quem não acordou um dia e disse, “estou farto da minha vida” e desta frase surgiram ideias para a grande mudança.

Representar é uma forma de desnudar-se, de emprestar e dar vida a outros seres que não sejam nós mesmos, até quando falamos de nossas vidas, a arte da representação nos dá ferramentas para que sejamos atores do próprio eu.

Antes disso eu era apenas uma representante pelas letras e palavras, mas fui pega por uma câmera que soltou beijos e lampejos por mim. É certo comecei um pouco tarde, dadas tantas circunstancias, mas nada que cale agora essa vontade em prosseguir.

Hoje comemoramos e abençoamos os artistas do tetro e segue um frio na barriga, pois mil olhos estão voltados para o palco e vai uma dose de nervosismo, o pavor do esquecimento que assola a todos os artistas, até mesmo os memoráveis. Mas quando todas as palavras são ditas, quando os olhos e ouvidos atentos captam a beleza do espetáculo e por conta disso ouvem-se silvos e mãos espalmadas aí a arte se faz presente e se não fossem os flashes das máquinas fotográficas, os celulares moderníssimos, não fossem a vontade em apreender o momento, tudo seria efêmero. Graças a tanta tecnologia e aos inventores de máquinas maravilhosas, tudo não passaria de um simples relato. Então poderemos assistir a tudo e a todos em outro momento.

Por conta da facilidade em frente às câmeras e igualmente ao poder aquisitivo em possuir aparelhos que captam as cenas em alta resolução, é que surgiram também novas formas de entretenimento e deram nomes tão somente diferentes às práticas antigas, mas que não eram tão divulgadas. Temos os stand up, youtuberes, blogueiros, sem contar o vários nomes para o vídeos curtos dos seus infinitos aplicativos em suas redes sociais.

Hoje a moda é se expor, se acorda bem ou se não, se vai ao mercado ou não e porque não foi, e por aí vai. Se está na mídia, se tem um vídeo a cada 24horas então você está vivo, está no mundo., isso é o que importa, mesmo que em sua casa as paredes estejam em ruínas, quem vai saber? A não ser que você também a exponha e talvez consiga muitos Kas.

De certa forma essa exposição e facilidade para tanto ajuda a algumas pessoas a saírem da solidão, por outro lado também a oprimem levando muitas vezes ao suicídio que infelizmente também é moda.

E como saber o motivo de tanta mudança em tão pouco tempo?

É difícil dizer, mas uma coisa é certa, não há mais volta, após anos expostos à tecnologia e suas facilidades quem hoje estaria usando uma máquina de escrever? Talvez, você e eu que sou uma apaixonada, mas que o uso de um computador encurta distâncias e facilita a correção ortográfica, não tenha dúvidas, bem como qualifica o nosso trabalho.

Mas voltando aos artistas que fazem do seu corpo um instrumento de entretenimento, que emprestam suas vozes às animações, que estão por trás das câmeras com seus olhos bem atentos auxiliando os diretores. E o que dizer dos diretores, esses que pensam e montam cada espetáculo para que o público saia do teatro com o ar de que vale a pena viver? Esses merecem uma moção de aplausos, um viva aos pensantes!

Nessas eleições votemos conscientemente naqueles que veem o país como sua casa e cobrem mais tarde dos mesmos para que cumpram suas promessas.

Aos artistas o meu mais sincero respeito!

Por: Ana Cristina da Costa.
Imagem extraída do Pixabay
Indicação de filme: aqui vai uma coletânea de filmes. https://filmow.com/listas/101-filmes-que-todo-ator-de-teatro-deveria-assistir-l11098/







Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores

Instagram

Parceiro

QG dos Blogueiros

Facebook

Youtube

Blogs Brasil

Feature Post

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *

Follow by Email

Copyright © Faroeste Literário - Para um amanhã com ainda mais histórias | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com