sexta-feira, 24 de maio de 2019

[Entre nó(s)] Tudo aquilo que constitui você - Davyd Vinicius



Sorrir, chorar, degustar e odiar os prazeres da vida, sentir que cresceu em um ano o que não havia crescido a vida toda. Acho que me tornei adulto ou estou bem perto disso.
Sinto que sou uma confusão ambulante, sinto que seguro nos braços o peso que não imaginei poder aguentar e o pior é que eu estou agora, bem aonde eu queria estar.
Depressões, angústias, birras, eu só queria que alguém me entendesse, eu só queria poder me entender. Eu só quero um pouco de atenção, porque sou um pouco carente, mas talvez a solidão seja a melhor opção,
não pra mim, pra eles.
Eu encontrei em você boa parte de mim, e só eu sei o tamanho desse sentimento aqui, porque embora pareça tão pouco ainda é muito maior do que qualquer coisa que eu pudesse imaginar. Eu sou tão frágil,
tão inocente, eu tenho tanto medo talvez eu ainda pareça um menino, talvez eu ainda seja um menino, aquele que ama você e sabe porquê? Porque você foi a melhor coisa que já me aconteceu.
É engraçado não é? Eu aqui morrendo de medo, me matando com as minhas fragilidades; É engraçado não é? Eu aqui colocando todo esse peso em cima de você, brincando de poeta clássico, dizendo que é o melhor
que eu posso ter. Mas não me leve a mal, acho que eu não me apaixonei por você, eu me apaixonei por cada detalhe que constrói tudo isso que é te amar.
Cada detalhe, sua pele, seu jeito, seu cheiro, a forma como me faz sorrir das coisas mais bestas e mais adoráveis. Você se tornou o meu mundo e quando eu estou ao seu lado nada mais importa, nada além
disso tudo que me faz suspirar.

Entre nó(s), para desatarmos as angústias dos nossos corações, revelarmos o mais intimo de nossos seres. Aprendermos a fazer morada em nossos corpos e lidarmos com aquilo que chamamos de sentimento, acessarmos o canto mais profundo e escuro de nossos nó(s).

Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores

Instagram

Parceiro

QG dos Blogueiros

Facebook

Youtube

Blogs Brasil

Feature Post

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *

Follow by Email

Postagem em destaque

[4ª Poética] Para dizer que te amo - Daniel Souza

Copyright © Faroeste Literário - Para um amanhã com ainda mais histórias | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com