sexta-feira, 10 de maio de 2019

[Entre nós(s)] O quanto de nós é nosso? - Davyd Vinicius



É que na verdade se você não faz o que eles querem, eles esquecem você, porque acham que sabem mais da sua vida que você mesmo. Nós somos manipulados a todo instante por algo ou por alguém. Devemos tomar uma decisão a cada 5 minutos, vivemos em um jogo de corda bamba para agradar alguém.

Nós somos reféns dessa sociedade que nos influencia a todo tempo, desde que nascemos. E quanto de nós é nosso mesmo? Será que não somos apenas uma cópia barata de tudo aquilo que nos moldou? Na verdade eu acho que a séculos não existe ninguém realmente autentico. Nós somos o nosso meio, as coisas, as pessoas, e se as pessoas moldam as coisas do seu modo, o que realmente é o que deveria ser? Tudo é uma grande representação daquilo que algum influenciado influenciou.

 Entre nó(s), para desatarmos as angústias dos nossos corações, revelarmos o mais intimo de nossos seres. Aprendermos a fazer morada em nossos corpos e lidarmos com aquilo que chamamos de sentimento, acessarmos o canto mais profundo e escuro de nossos nó(s).

Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores

Instagram

Parceiro

QG dos Blogueiros

Facebook

Youtube

Blogs Brasil

Feature Post

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *

Follow by Email

Postagem em destaque

[4ª Poética] Uma porta entreaberta - Elísio Mattos

Copyright © Faroeste Literário - Para um amanhã com ainda mais histórias | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com