quarta-feira, 28 de agosto de 2019

[4ª Poética] Cai,. cai, chuva - João Isidoro

CAI,CAI CHUVA





Chuva veio, foi um devaneio...

Quarto pinga, cama molha!

Sala pinga, sofá arrasta;

Chuva veio não passou, só enchente deixou;

Desaba ou não, parede assusta com água de chuva, que muita astúcia tem;

Chuva cai, cai não casa, chuva embora vai.

Chuva veio não passou, casa alagou!

Panelas faltaram para pingos que pingavam.

Cama molha,

sofá arrasta

pinga, pinga, hei, não beba até que a chuva desapareça chuva veio, quarto pinga, cama molha

sala pinga, sofá arrasta

chuva veio não passou

Mas alagou, casa resistiu não caiu, mas se feriu

chuva cai, casa ferida não

chuva cai em vão, casa ferida, alagada, sofreu solidão;

chuva veio não passou casa alagada ficou...

JOÃO ISIDORO




Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores

Instagram

Parceiro

QG dos Blogueiros

Facebook

Youtube

Blogs Brasil

Feature Post

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *

Follow by Email

Postagem em destaque

[4ª Poética] Para dizer que te amo - Daniel Souza

Copyright © Faroeste Literário - Para um amanhã com ainda mais histórias | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com