segunda-feira, 19 de outubro de 2015

[Sala de visitas] Entrevista com o autor Jefferson Andrade

  Já imaginou Um  jovem tenente do exército em um mundo onde tudo é possível? Aonde o sobrenatural reina, e seres como monstros e deuses são mais do que crenças, são a verdade. 

O Conto do Mundo Perdido- As crônicas do Ragnarok, é o livro do autor Jefferson Andrade, e é com ele que iremos conversar hoje na nossa "Sala de visitas".


Quem é o escritor Jefferson Andrade para Jefferson Andrade?

R: Eu tento sempre ser o mais coeso possível na minha forma de escrever. Pesquiso muito e penso muito nas possibilidades que o desenrolar da história está apresentando para mim, de forma que o leitor possa se inserir na mesma de uma forma mais fácil, convincente e, principalmente, empolgante.

Jefferson, você é Capitão do Exército Brasileiro. Em que momento você notou que precisava começar a escrever?

R: Eu sempre gostei de escrever, mas só pude aliar o desejo à oportunidade em 2011, quando realmente me debrucei sobre este universo e, desde então, não saí mais.

Conte-nos um pouquinho sobre "O Conto do Mundo Perdido- As crônicas do Ragnarok".

R:Imagine a possibilidade de você viver um mundo onde tudo é possível? Esse é o universo das Crônicas do Ragnarok. O Conto do Mundo Perdido é a primeira parte de uma história de um jovem tenente do exército americano, Willian Gregory, que descobre que sua vida é muito mais do que aquilo que aparentava ser. Em um momento de grande tensão, ele acaba se vendo preso em uma realidade paralela à nossa, onde o sobrenatural reina, e seres como monstros e deuses são mais do que crenças, são a verdade. Envolto em um cenário de aventura, lhe é mostrado que sua existência naquele mundo não é em vão, e que os destinos de ambos estão intimamente interligados, assim como sua sobrevivência.

E por que a escolha da mitologia nórdica?

R: A cultura nórdica é extremamente marcante no nosso dia a dia, embora muitos poucos tenham real conhecimento disso. Minha ideia foi incluir essas similaridades na história, e apresentar muito da essência da nossa cultura ocidental, inserida em um cenário de heroísmo e aventura.

Quais são os seus livros favoritos?

R: Falar da cultura nórdica e não lembrar de Tolkien e sua mitologia em o Senhor dos Anéis seria um sacrilégio, rsrs. Além dele, minha maior fonte inspiradora, coloco destaque também para o contemporâneo Rick Riordan e seu fascinante Percy Jackson.

Se você pudesse ser um personagem de um livro, qual você seria e porquê?

R:Acredito que o próprio Gregory, o personagem principal da minha obra. Acredito que ele seja uma expansão minha, com a oportunidade de viver algo superior e realmente importante.

Geralmente os autores costumam ter algum tipo de "ritual" para escrever, alguns só escrevem ouvindo músicas, bebendo chá, outros só escrevem de madrugada e etc. Você tem algum?

R: Nada como ter um bom rock pesado numa tarde de domingo para fazer a escrita fluir mais facilmente ( rsrs)

Quais são os seus projetos para os próximos meses?

R: Estou terminando o segundo volume da série, com previsão de lançamento para o primeiro semestre de 2016, e já pretendo começar o terceiro volume da obra.

Há algo que você queira dizer ou acrescentar nesta entrevista?

R: Agradeço pela oportunidade de divulgar o meu trabalho, e espero sinceramente que, ao entrarem em contato com ele, se sintam tão motivados como eu me sinto com Gregory e suas aventuras. Um abraço a todos.

 Jefferson, lhe desejamos todo sucesso do mundo e esperamos que esse seja apenas o início de uma grande e brilhante carreira!


Esta entrevista foi feita em parceria com as páginas Eu Leio Brasil e Obras Nacionais Contemporâneas.


Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Áudio descrição

Áudio descrição
Nós do faroeste, sempre usamos da literatura para falar sobre diversos assuntos, Principalmente sobre causas em que acreditamos, e isso é o maravilhoso da literatura e da arte não é? Ter a liberdade de se expressar. E tão importante como é falar sobre, é ter pessoas para ler e ver o trabalho que fazemos. E mais importante ainda, é permitir que todos tenham total acesso. Por isso, começamos um trabalho em nosso blog. Agora, todas as nossas publicações que possuem imagem, tem em sua legenda a Hashtag PraTodosVerem. Que é um recurso de acessibilidade que dá, a pessoas com deficiência visual acesso total aquilo que publicamos, tanto texto, como imagem, que nós sabemos que é algo que complementa, e muito, aquilo que queremos contar e mostrar. Sempre, depois da Hashtag, irá se seguir uma breve descrição da imagem, descrevendo os elementos principais que a compõem. Este trabalho é uma parceria com a áudiodescritora Raquel Carissime, e os co roteiristas Eduardo Collette e Juliana Santos. O amanhã com ainda mais historias é para todos.

Seguidores

Instagram

Parceiro

Facebook

Youtube

Blogs Brasil

#PraTodosVerem A capa tem fundo amarelo claro, à esquerda, o laço amarelo, símbolo da Campanha. Em cima no centro, em letras pretas: "Eternize suas emoções em versos de vida... Alegres ou tristes eles importam para nós!", abaixo a sombra de uma mão voltada para cima. E a direita, a logo do Blog.

Feature Post

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *

Follow by Email

Postagem em destaque

{Versos de vida} Vestida de flor - Mariane Helena

Copyright © Faroeste Literário - Para um amanhã com ainda mais histórias | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com