quarta-feira, 18 de novembro de 2015

[4ª Poética] Sem escolha - Patty Freitas


Não tive escolha!
Paralisei frente ao teu rosto nu,
Ele me dizia tanto…
Seus olhos,
Sua boca…
Não me restaram escolhas!
O coração bateu mais rápido,
As pernas me faltaram.
E as mãos suadas denunciavam que o amor já estava às portas.
Não tive escolha!
O seu sorriso largo,
Seu olhar enluarado…
Desses que dizem de noites de amor!
Não tive escolhas!
Quando é o coração que escolhe…
Não restam escolhas!


0 comentários:

Postar um comentário