terça-feira, 8 de dezembro de 2015

[Enflorar Literário] A poesia é uma canção!

"Um cantinho e um violão
Este amor, uma canção
Pra fazer feliz a quem se ama"

 E não é isso que o poema é para nós amantes da poesia? Algo que nos faz feliz, como uma canção! E esse será nosso tipo de poesia hoje.
Todo mundo sabe que a letra de musica, antes de tudo, ou sem a melodia, acordes, cantores e etc... é apenas uma poesia! Sim! Ela obedece geralmente aquele estrutura padrão de poesia: estrofes com quatro versos, rimados entre e si e tals. Sendo assim, não tem muito mistério, ou não tenho muito a ti acrescentar... Engano seu meu caro! Na verdade a canção tem suas peculiaridades.
Na minha humilde opinião a canção exigi mais técnica, no sentido de ritmo.  Vai muito além das rimas dos versos, ela tem uma métrica para se adequar a melodia. E se engana se você pensa que toda canção é sempre estrofes de quatro versos... Pois não é! Na verdade na bossa nova muitas das canções eram no formato de soneto como essa do Tom Jobim. 

Bora cantarolar?!




Mariane Helena



Poética
Tom Jobim

De manhã escureço
De dia tardo
De tarde anoiteço
De noite ardo.

A oeste a morte
Contra quem vivo
Do sul cativo
O este é meu norte.

Outros que contem
Passo por passo:
Eu morro ontem

Nasço amanhã
Ando onde há espaço:
- Meu tempo é quando

0 comentários:

Postar um comentário