terça-feira, 7 de junho de 2016

[Diversidade Literária] O Pintor da Vida Moderna (Charles Baudelaire)

Nesta primeira apresentação, sobre a obra O Pintor da Vida Moderna de Charles Baudelaire irei discorrer sobre a questão do Belo, a Moda e a Felicidade.
Baudelaire apresenta a definição do Belo e os outros três elementos, a partir das representações artísticas com o olhar voltado para a vida burguesa da época.


  •   ideia do belo, ideia de felicidade x grotesco, spleen (melancolia)

Neste primeiro capítulo Baudelaire defende, que não podem ser consideradas (grandes) pinturas, somente aquelas encontradas nos famosos museus.

[ Há neste mundo, e mesmo no mundo dos artistas, pessoas que vão ao Museu do Louvre, passam rapidamente sem se dignar a olhar, diante de um número imenso de quadros muito interessantes embora de segunda categoria e e plantam-se sonhadores diante de um Ticiano ou de um Rafael, um desses que forma popularizados pela gravura; depois todas saem satisfeitas, mais de uma dizendo consigo ( Conheço o meu Museu) Há também pessoas que, por terem outrora lido Bossuet e Racine, acreditam dominar a história da literatura.] 
*Ambos poetas clássicos (Bousset e Racine)
[Felizmente, de vez em quando aparecem justiceiros, críticos, amadores e curiosos que afirmam nem tudo estar em Rafael nem em Racine, que os poetae minores possuem algo de bom, de sólido e de delicioso, e, finalmente, que mesmo amando tanto a beleza geral, expressa pelos poetas e artistas clássicos, nem por isso deixa de ser um erro negligenciar s beleza particular, a beleza de circunstância e a pintura de costumes]


  • costume = prática antiga e geral, hábito, modas, comportamento, procedimento.
  • circunstância = acidente de lugar, modo, tempo, que acompanha um fato, estado das coisas em determinado tempo.
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Áudio descrição

Áudio descrição
Nós do faroeste, sempre usamos da literatura para falar sobre diversos assuntos, Principalmente sobre causas em que acreditamos, e isso é o maravilhoso da literatura e da arte não é? Ter a liberdade de se expressar. E tão importante como é falar sobre, é ter pessoas para ler e ver o trabalho que fazemos. E mais importante ainda, é permitir que todos tenham total acesso. Por isso, começamos um trabalho em nosso blog. Agora, todas as nossas publicações que possuem imagem, tem em sua legenda a Hashtag PraTodosVerem. Que é um recurso de acessibilidade que dá, a pessoas com deficiência visual acesso total aquilo que publicamos, tanto texto, como imagem, que nós sabemos que é algo que complementa, e muito, aquilo que queremos contar e mostrar. Sempre, depois da Hashtag, irá se seguir uma breve descrição da imagem, descrevendo os elementos principais que a compõem. Este trabalho é uma parceria com a áudiodescritora Raquel Carissime, e os co roteiristas Eduardo Collette e Juliana Santos. O amanhã com ainda mais historias é para todos.

Seguidores

Instagram

Parceiro

Facebook

Youtube

Blogs Brasil

#PraTodosVerem A capa tem fundo amarelo claro, à esquerda, o laço amarelo, símbolo da Campanha. Em cima no centro, em letras pretas: "Eternize suas emoções em versos de vida... Alegres ou tristes eles importam para nós!", abaixo a sombra de uma mão voltada para cima. E a direita, a logo do Blog.

Feature Post

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *

Follow by Email

Postagem em destaque

{Versos de vida} Vestida de flor - Mariane Helena

Copyright © Faroeste Literário - Para um amanhã com ainda mais histórias | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com