domingo, 17 de julho de 2016

[Súmula de Domingo] O QUE ESTAMOS FAZENDO? – Ana Cristina.

O que estamos fazendo de nós? O que há comigo, com você?
Compremos espelhos e andemos com eles expostos à frente da face. Por favor, não esqueça guarde o sorriso e mostre sua face mais dura e feia, veja se consegue conviver com ela ao menos alguns minutos que seja. Agora olhe aos outros, epa, quando digo olhe aos outros, você procurará um indivíduo semelhante um que tenha as mesmas características, não é mesmo? Será que estamos ficando cegos ou surdos, mudos, imbecis, pois abatemos a própria espécie? Somos criaturas das quais não são necessários predadores pois em nossa vantajosa ignorância já nos fazemos isso. Caímos ao chão como gados desnutridos, mortos pela fome e sede de humanidade. Somos qual monstros em cavernas ao nos depararmos com civilização. Somos seres de uma mesma espécie e nos intitulamos sermos desta ou daquela classe. Claro, nos definimos e nos dividimos, nos selecionamos, nos escolhemos e nos repudiamos. O pensamento do homem ainda é uma pedra, ainda é um diamante em fase de lapidação. O amor ainda é um absinto, mas pena que para a maioria ele continue azul.
O meu amor é multicolorido. Ele faz o mesmo efeito de entorpecimento.
O meu amor ama amar o ser. Porque somos da mesma espécie.
Meu discurso vai de encontro à intolerância que infelizmente achata o pensamento, impossibilita o progresso e a civilização. Porque o meu pensamento não é igual ao seu isso não lhe dá o direito de me abater.
Use o seu espelho e conviva com ele, ou teremos tantos cacos a recolher que não poderemos caminhar pelas ruas.
Eu chorei, assim como choro por tantas coisas, meu coração se enternece da humanidade, meus olhos choram pelos corpos espalhados pelo chão, minha alma chora por eu não saber mais o que fazer.
Minha impotência já quer retirar o espelho e eu sem ele viverei à ermo e serei abatida no primeiro cansaço.
Ana@Cristina.






Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Áudio descrição

Áudio descrição
Nós do faroeste, sempre usamos da literatura para falar sobre diversos assuntos, Principalmente sobre causas em que acreditamos, e isso é o maravilhoso da literatura e da arte não é? Ter a liberdade de se expressar. E tão importante como é falar sobre, é ter pessoas para ler e ver o trabalho que fazemos. E mais importante ainda, é permitir que todos tenham total acesso. Por isso, começamos um trabalho em nosso blog. Agora, todas as nossas publicações que possuem imagem, tem em sua legenda a Hashtag PraTodosVerem. Que é um recurso de acessibilidade que dá, a pessoas com deficiência visual acesso total aquilo que publicamos, tanto texto, como imagem, que nós sabemos que é algo que complementa, e muito, aquilo que queremos contar e mostrar. Sempre, depois da Hashtag, irá se seguir uma breve descrição da imagem, descrevendo os elementos principais que a compõem. Este trabalho é uma parceria com a áudiodescritora Raquel Carissime, e os co roteiristas Eduardo Collette e Juliana Santos. O amanhã com ainda mais historias é para todos.

Seguidores

Instagram

Parceiro

Facebook

Youtube

Blogs Brasil

#PraTodosVerem A capa tem fundo amarelo claro, à esquerda, o laço amarelo, símbolo da Campanha. Em cima no centro, em letras pretas: "Eternize suas emoções em versos de vida... Alegres ou tristes eles importam para nós!", abaixo a sombra de uma mão voltada para cima. E a direita, a logo do Blog.

Feature Post

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *

Follow by Email

Postagem em destaque

{Versos de vida} Vestida de flor - Mariane Helena

Copyright © Faroeste Literário - Para um amanhã com ainda mais histórias | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com