quarta-feira, 2 de agosto de 2017

[4ª Poética] Moça Bonita - Atex C. Azevedo

Decora moça bonita
A canção que o vento canta.
Minha língua se apega 
Ao céu da boca
E a canção se torna em pranto. 

Decora moça bonita
A canção que se fez pranto...
Meus olhos se apegam a lágrima
E o canto se torna santo.

Fui distinto em falar de amor...
Não rimei , não implorei
Apenas quis beijar o canto
Na boca da moça bonita
Que em delírio , amei.

ATEX C. AZEVEDO               

Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores

Instagram

Parceiro

QG dos Blogueiros

Facebook

Youtube

Blogs Brasil

Feature Post

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *

Follow by Email

Postagem em destaque

[4ª Poética] Preta raiz - Mariane Helena

Copyright © Faroeste Literário - Para um amanhã com ainda mais histórias | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com