domingo, 17 de dezembro de 2017

[Súmula de Domingo] As Coisas Que Posso Fazer no Verão – Ana Cristina da Costa

 O início desta bela estação não é hoje, será no dia 21 de dezembro, quando ocorrerá o solstício de verão, os dias serão mais longos que as noites do ano, uma delícia eu adoro. 

Então o que faremos nestes dias ensolarados, mas também propensos a fortes chuvas?

Aproveitando que você quer uma vida novinha em folha no ano que se inicia, que tal viajar? Que tal visitar um parente que há muito não vê? Ou quem sabe se não puder sair de sua cidade, faça algo que lhe proporcione prazer, como aprender um trabalho manual, mesmo que não leve jeito para a coisa ou aprender outra língua? Que tal fazer um curso de culinária? E ou começar aquela caminhada guarda aí o ano todo?

Bem como pode ver são inúmeras as opções de otimizar os seus longos dias de verão. Tenha certeza de que fazer algo novo lhe dará tanto prazer quanto qualquer outro projeto grandioso, pois saberá que os obstáculos de aprendizado serão removidos à medida que for avançando em sua determinação, sentirá o poder da autossuficiência.

Incontestavelmente viajar proporciona ao ser humano o melhor dos prazeres, pois mora em nosso subconsciente o desbravador e destemido homo sapiens. O fator da descoberta, o deslumbramento com o novo, o medo do desconhecido, ainda é a nossa adrenalina, mesmo que já conheçamos o local para onde vamos, há sempre o inesperado e isso mexe com os hormônios.

Acreditamos no que não vemos no que pode vir a ser do contrário que graça teria, não é mesmo?

Se tudo isso que incitei em você não for possível de acontecer, que tal viajar em uma história? Que tal um bom livro ou mais de um se for voraz na leitura, ou se não puder ler que tal alguém que conte as histórias com uma entonação e empolgação que lhe farão por os pés em cada reino, e lhe faça molhar o corpo em águas mansas dos rios? Contrate um leitor.

Seja lá qual for a maneira de como fará os seus dias serem os mais encantadores do mundo, faça, não deixe para depois, faça agora e se puder conte-me as suas aventuras, terei um enorme prazer em ouvi-lo, lê-lo ou sabê-lo.

Por ora eu já vejo o sol brilhando em minha janela, incidindo nas inúmeras plantas do jardim e ele me chama a uma aventura, remexerei a terra dos vasos e limparei alguma sujeirinha, isso me deixa com a alma lavada, ver as plantinhas crescerem, viu como encontrei algo bom para fazer? Desejo que seu dia seja assim, encantador como o meu, um forte abraço.

De sua sempre domingueira: Ana Cristina da Costa
Imagem extraída do Google
Indicação de filme; Julie e Julia | Netflix

http://www.iag.usp.br/astronomia/inicio-das-estacoes-do-ano



Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores

Instagram

Parceiro

QG dos Blogueiros

Facebook

Youtube

Blogs Brasil

Feature Post

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *

Follow by Email

Postagem em destaque

[4ª Poética] Preta raiz - Mariane Helena

Copyright © Faroeste Literário - Para um amanhã com ainda mais histórias | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com