domingo, 31 de dezembro de 2017

[Súmula de Domingo] As Minhas Promessas – Ana Cristina da Costa

Então é chegada a hora onde o círculo encontra-se consigo mesmo, o começo e o fim num breve momento, como irmãos gêmeos, como num símbolo infinito, se fundem numa fração de segundos.

O velho e o novo direcionando vidas, encerrando e criando no seu mágico processo de reciclar gente, a restauração da terra. A vida e a morte, a noite e o dia, o Ano Novo.

Desde muito tempo que povos comemoram o ano vindouro e desde então cresce nesta data a esperança de dias melhores. Pede-se chuva e a cessação dela, pede-se colheita e a direção do exagero, pede-se saúde e força de vontade em fazer o melhor, pedem-se tantas coisas num só segundo e no outros se esquecem de tudo o mais, pois na passagem o novo já é o velho, o hábito retorna com força. Todas as promessas e esperanças devem-se à ilusão de que com o bater da hora, no encontro dos ponteiros do relógio, no número das vinte e quatro horas, acontecerá a grande mágica, tudo de ruim se extirpará, perdões nascerão nos corações, promessas de economizar, estudar, emagrecer etc...

Há muito mais coisas a fazer e pensar e não serão apenas alguns segundos que farão o milagre de uma vida inteira, ou talvez faça e isso seria um grande avanço em vários setores da vida humana. De repente as verbas do governo serão aplicadas devidamente e os hospitais terão os seus aparelhos funcionando, não haverá mais filas de transplantes porque as pessoas se tornarão conscientes e condescendentes, as ruas serão asfaltadas com produto de qualidade e as escolas transformar-se-ão em modelos. E o momento se fez.

E mais uma vez estamos aqui celebrando o que?
Esperando o que?

Eu, confesso, sou humanamente brasileira e sim, brota em mim o espírito criativo de muitas promessas, sonho e nesse sonhar eu espero, então em conformidade com o momento, listo aqui alguns poucos desejos:

1- Economizar (sou mulher e compulsiva, estou tentando)

2- Fazer ginástica (prefiro mil vezes caminhar, mas enfim...)

3- Comer menos batatas fritas (amo e devo negá-las)

4- Estudar, estudar e estudar (tenho tantos cursos iniciados)

5- Cuidar do espírito cultivando a paciência (sou pouco tolerante)

6- Viajar a muitos cantos (adooooro)

7- Terminar o segundo livro (este será da árvore genealógica)

8- Ler mais livros que em 2017 (li cinco é pouco, mas chego lá)

9- Otimizar o tempo (costurar para ganhar dinheiro)

10- E por fim prometo seguir todos os nove pontos acima citados (podem me cobrar).

Desejo a todos vocês do fundo do coração um recomeço desejável e não se importem com as promessas não cumpridas, não deu certo? Inicie tudo e aguarde o resultado, a vida é assim mesmo, um vai vem de todas as coisas, um grande abraço e Feliz Ano Novo!!!!

Por: Ana Cristina da Costa
Indicação de filme: Como eu era antes de você - é simplesmente lindo http://www.adorocinema.com/filmes/filme-230327/trailer-19548891/









Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores

Instagram

Parceiro

QG dos Blogueiros

Facebook

Youtube

Blogs Brasil

Feature Post

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *

Follow by Email

Postagem em destaque

[4ª Poética] Preta raiz - Mariane Helena

Copyright © Faroeste Literário - Para um amanhã com ainda mais histórias | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com