domingo, 11 de fevereiro de 2018

[Súmula de Domingo] Que país você quer para o futuro? – Ana Cristina da Costa


Não necessitamos da ajuda sobrenatural, nem de avisos prévios sobre o fim, pois já o estamos produzindo em larga escala. Basta observar o planeta. A casa cujas riquezas postas à mercê estão se esgotando pelo mau uso de todas elas. É olhar as ações diárias e o tratamento com os animais fugindo de seu habitat, pois ele foi derrubado, as crianças cuja infância foi roubada na crueldade, os idosos cujo país ainda não se convenceu de que eles são maioria, olhem tudo à volta então terão a plena certeza do fim, o fim de uma era, de uma fase.

Pessoas sendo dizimadas às dúzias todos os dias, sejam por perfuração balística, sejam por doenças tropicais muitas tidas como controladas e ou erradicadas e que por uma razão ou outra, retornaram com força total, apenas tombam como folha morta ao chão. Estão sendo mortas, por vezes com requintes de crueldade, se é que há algum glamour em matar, ou sem esmero algum, sem falar nos patrimônios históricos virando pó nas mãos da ignorância.

A vida perde seu valor no campo afetivo e passa a ter peso no “vale quanto pesa”, vale o peso de sua arma, do seu dinheiro, da sua sabedoria em saber safar-se neste mundo impróprio ao humano.

Mas em meio a tantos questionamentos, temos o Carnaval, a Festa da Carne, do desprendimento, da alegria exacerbada, do não estou nem aí, aliviando as tensões do ombro, das notícias desagradáveis sobre nossa derrocada política, sobre as cachoeiras Reais varrendo nossa moeda para sabe-se lá para onde. Sobre um país que ainda não perdeu o título de País de Tupiniquim, meu respeito aos povos indígenas, sobre sua imaturidade em lidar com a população e achar que ainda somos tão inocentes em não perceber os discursos prontos e nojentos.

Então vá às ruas brincar de felicidade, explodir as emoções, dançar sem saber, sorrir sem querer e beber até cair, mas não dirija nenhum veículo, nem sua fúria a ninguém. Pule, solte os bichos e abra as portas dos armários lacrados, use a festa como desculpa às suas frustações e fale, mostre-se ao mundo, desnude o seu, porque na quarta-feira as cinzas serão varridas para debaixo do tapete e tudo voltará a luzir.

Crítica à parte iniciou um ano político a pergunta é, “Que país você quer para o Futuro?... responda se for capaz, é brincadeira? Tenham todos dias de descanso e carnaval!!!

Por: Ana Cristina da Costa.
Imagem extraída do Pixabay
Indicação de filme: https://veja.abril.com.br/entretenimento/7-filmes-inteligentes-para-ver-na-netflix-durante-o-carnaval/
https://www.cinecompipoca.com.br/5-filmes-sobre-carnaval/



Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores

Instagram

Parceiro

QG dos Blogueiros

Facebook

Youtube

Blogs Brasil

Feature Post

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *

Follow by Email

Postagem em destaque

[4ª Poética] Para dizer que te amo - Daniel Souza

Copyright © Faroeste Literário - Para um amanhã com ainda mais histórias | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com