domingo, 11 de março de 2018

[Súmula de Domingo] Adote num dia de domingo!!! – Ana Cristina da Costa


Muitas vezes estamos tão envolvidos com nossos umbigos que esquecemos de levantar a cabeça e olhar ao redor. Quando isso acontece percebemos os sorrisos nos lábios das pessoas que estavam nos aguardando do despertar. 

E como é bom saber que existem pessoas nos aguardando.

Como é bom saber que uma criança sempre terá um lar para onde retornar, braços acolhedores a lhe aquecerem, sapatos confortáveis a lhe calçarem e um mundo inteiro para explorar.

Assisti a um programa que mostrava a disponibilidade das famílias de relações homo afetivas em adotarem crianças mais velhas que as habituais procuradas e também as com alguma doença. Pude perceber também que apesar ainda de alguma resistência por parte dos segmentos e do preconceito, avançamos, estamos mais tolerantes quanto às convenções que não passam de regras da sociedade impostas para que não haja anarquia, entendo, entendo os manuais, mas que para a resolução de problemáticas, elas muitas vezes, são barreiras enormes ou quem sabe intransponíveis.

O que devemos entender nas adoções é que há seres humanos entocados em instituições, sem vínculos afetivos, sem vínculo formal de família, que aguardam por comida, roupas e sapatos virem em pacotes de doações e que há pessoas no mundo guardando amor, aguardando o momento certo para distribuí-lo, doá-lo e estes já estão separados em doses certas. Não importa se as crianças terão uma família diferente, o importante é estar inserida em uma instituição/família, onde suas coisas serão suas, onde o seu mundo será o menos repartido possível e além do mais elas não serão maculadas por viverem em lares não convencionais, pelo amor de deus, elas serão acolhidas e amadas como devem ser.

Nestes atos, haverá uma união de almas, haverá o sentimento de maternidade, não vivemos sozinhos, pois a solidão é o nosso pior monstro. As notas azuis por mais que sejam tentadoras não trazem à tona os largos sorrisos que temos no envolvimento com o outro.

Fico feliz em saber que o mundo embora intolerante por sua ignorância em certos momentos, em outros se mostra tão amável.

Tiremos os olhos do umbigo e olhemos à volta, há um grupo de pessoas que se importa, há outro aguardando o seu aconchego num dia de domingo.

Adoção (AO 1945: adopção), no Direito Civil, é o ato jurídico no qual um indivíduo é permanentemente assumido como filho por uma pessoa ou por um casal que não são os pais biológicos do adotado

https://www.senado.gov.br/noticias/Jornal/emdiscussao/adocao/realidade-brasileira-sobre-adocao.aspx

Tenham todos um lindo dia doado por Deus!!!
Por: Ana Cristina da Costa
Imagem cedida pelo Google
Indicação de filme: A Família do Futuro- http://videos.disney.com.br/ver/a-familia-do-futuro-trailer-4e9357972e6fe122835f06de

Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores

Instagram

Parceiro

QG dos Blogueiros

Facebook

Youtube

Blogs Brasil

Feature Post

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *

Follow by Email

Postagem em destaque

[Súmula de Domingo] Vamos falar ou cantar? – Anna Costa

Copyright © Faroeste Literário - Para um amanhã com ainda mais histórias | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com