sexta-feira, 11 de maio de 2018

[Biografias reais] Paulo Coelho

Paulo coelho: O bruxo dos versos




“Não tinha um centavo no bolso, mas tinha fé na vida.” 
Paulo Coelho


Paulo Coelho (1947) é um escritor brasileiro, autor de romances, ficções, investigação policial, temas místicos e autoajuda, é um dos autores mais vendidos no mundo. Ocupa a cadeira nº 21 da Academia Brasileira de Letras.

Paulo Coelho de Souza nasceu na cidade do Rio de Janeiro, no dia 24 de agosto de 1947, foi um adolescente problemático, chegando a ser internado várias vezes entre os anos de 1965 e 1967. Ingressou na Faculdade de Direito Cândido Mendes, mas abandonou o curso para viver como hippie, época em que fez várias viagens pelo mundo.

Nos anos 70 conheceu o músico Raul Seixas com quem fez uma parceria que rendeu diversas músicas de sucesso do cantor, entre elas, “Gita”, “Eu Nasci há Dez Mil Anos Atrás”, e “Al Capone”.

Antes de se dedicar à literatura, Paulo Coelho foi ator, diretor de teatro e secretário de redação do jornal O Globo. Em 1986, decidiu viajar pela Europa e fez a peregrinação do Caminho de Santiago de Compostela, na Espanha, experiência que o despertou para a literatura. No ano seguinte escreveu “O Diário de um Mago”, onde relata os seus três meses de peregrinação, e a partir de então, começou sua carreira bem sucedida como escritor.

Em 1988, Paulo Coelho publicou “O Alquimista” que se tornou best seller no Brasil e se destacou como um dos livros mais vendidos no mundo.

Paulo Coelho entrou para a Academia Brasileira de Letras em 2002, causando certa polêmica entre alguns literatos e críticos, pois, ficaram fora da Instituição autores consagrados como Carlos Drummond de Andrade e Vinícius de Moraes.

Junto com sua esposa, a artista plástica Christina Oiticica, fundou o Instituto Paulo Coelho, instituição sem fins lucrativos, financiada através dos direitos autorais do escritor, dedicada a ajudar jovens e pessoas da terceira idade.

Paulo Coelho já foi considerado o autor brasileiro mais vendido na França. Seus livros são traduzidos em diversas línguas, recebeu diversos prêmios e condecorações, entre eles: Comendador da Ordem do Rio Branco (Brasil, 1998), Chevalier de L’Ordre National de la Legion d’Honneur (França, 2000), Corine Iternationeler Buchpreis (Alemanha, 2002), Nelsen Gold Book Award for tee Alchemist (UK, 2004), Elle – Melhor Escritor Internacional (Espanha, 2008), entre outros.



Mariane Helena
Fonte: Ebiografia

Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores

Instagram

Parceiro

QG dos Blogueiros

Facebook

Youtube

Blogs Brasil

Feature Post

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *

Follow by Email

Postagem em destaque

[Especial Faroeste] Dia dos namorados

Copyright © Faroeste Literário - Para um amanhã com ainda mais histórias | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com