domingo, 8 de julho de 2018

[Súmula de Domingo] O Prazer no Trabalho Aperfeiçoa a Obra (Aristóteles) – Ana Cristina da Costa

Você já prestou atenção na infinidade de coisas que pode criar com a farinha de trigo? Ela está em receitas diversas, nos doces, nas tortas salgadas, mas principalmente nos pães. Eu adoro pães caseiros, adoro fabricá-los é como se todo o amor que sinto pelo alimento estivesse ali, sendo manuseado, sendo moldado. E quando eles crescem criando as bolhas causam uma satisfação enorme de ter trabalhado bem.

Aí eles vão ao forno e crescem ainda mais, tomam cor. Não há descrição para a alegria em vê-los dourados e derretendo a manteiga, indescritível prazer. Claro que se for contabilizar sua dieta, apague tudo o que eu disse a respeito das farinhas brancas, a respeito da manteiga que escorre pela boca quando a iguaria ainda está quente, esqueça essa satisfação e parta para as farinhas escuras e complemente-as com sementes a fim de deixar sua culpa um pouco menos pesada, mas nem por isso sem sabor.

Desejo que hoje no Dia do Panificador suas criações apeteçam mais e mais pessoas pelo mundo. Que alimentem bocas sedentas de comida, afinal este foi um dos primeiros alimentos do mundo. O pão e sua magia estão descritos em diversas culturas. Temos o pão partido por Cristo aos seus apóstolos, o pão feito de fécula de mandioca pelos índios, o pão dos italianos servido nas refeições, o pão dos árabes e por aí vão uma infinidade de usos e sabores deste primordial alimento, o pão.

Acrescente à receita do pão, amor, dedicação, suavidade, determinação e paciência, toda massa precisa de paciência para crescer assim como sua experiência. Um beijo a todos e aproveitem o domingo, a derrota na Copa e faça do seu dia em família uma delícia e vai aqui uma receita que gosto muito, aproveitem!

Broa de Milho

Ingredientes:

02 xícaras (chá) de água morna; 01 xícara de açúcar; 04 tabletes (60grs) de fermento biológico fresco ou (eu uso dois saquinhos dele granulado); 01 colher (chá) de sal; ½ xícara de (100grs) de manteiga; 04 ovos; 02 (chá) xícaras de fubá, 08 xícaras de farinha de trigo e 01 colher (sopa) (10grs) de erva-doce.
Como fazer: ponha a água, o açúcar, o sal, a manteiga e os ovos no liquidificador, bata até obter uma mistura homogênea.
Numa bacia ponha os ingredientes secos e misture bem. Acrescente o líquido aos poucos, misture bem e ponha a crescer até dobrar de volume. Ponha em formas untadas e polvilhadas com fubá. Em forno a 180 graus ponha uma vasilha de alumínio com água dentro do forno para que a massa não fique ressecada. Desenforme após assada e coma com manteiga. Bom apetite!

Por: Ana Cristina da Costa
Imagem extraída do Google


Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores

Instagram

Parceiro

QG dos Blogueiros

Facebook

Youtube

Blogs Brasil

Feature Post

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *

Follow by Email

Postagem em destaque

[4ª Poética] Uma porta entreaberta - Elísio Mattos

Copyright © Faroeste Literário - Para um amanhã com ainda mais histórias | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com