quarta-feira, 19 de dezembro de 2018

[4ª Poética] Escravidão urbana - Bob Nascimento


Escravidão urbana

Escravidão urbana 
Urbana escravocracia 
Trouxe desequilíbrio a sociedade 
Ainda hoje se faz presente 
Seus olhares não inibem mais.
Suas falas faço meus argumentos
Sou forte como os meus ancestrais.
Alforrias algemas forjadas pelo sistema.
Sigo combatendo o coronealismo
Ciente dos meus direitos 
Semeio minha história 
Afim de germinar outras. 

Bob Nascimento
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores

Instagram

Parceiro

QG dos Blogueiros

Facebook

Youtube

Blogs Brasil

Feature Post

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *

Follow by Email

Postagem em destaque

[4ª Poética] Para dizer que te amo - Daniel Souza

Copyright © Faroeste Literário - Para um amanhã com ainda mais histórias | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com