domingo, 4 de agosto de 2019

[Súmula de Domingo] Hoje é Domingo – Anna Costa



Hoje é dia da Campanha Educativa de Combate ao Câncer.

Domingo, um dia servido como o do descanso!
Poderá ficar em casa ouvindo suas músicas e cantando, se ninguém reclamar de sua voz aveludada, desfrutar da rede e embalar os pensamentos até que venha uma mosca a tirá-lo do repouso, o que não estava nos planos, ler aquele livro que de tanto tempo guardado criou uma camada de poeira, ponha sua leitura em dia ou promova um almoço para os amigos, principalmente se aquele que não vê há muito tempo vier; para eles sirva o seu melhor, faça o melhor, este dia é o mais importante.
Domingo é dia de muitas coisas que embora às vezes façamos coisas que ao invés de sua aclamação, nos cansamos, mas tudo é válido quando se trata de um dia a mais no calendário que temos para fazer coisas que não poderíamos na semana, usar do ócio.
No que diz respeito a isso, fugindo do almoço com a família e amigos, aos finais de semana, propriamente dito, aos domingos, as sacolas são recheadas de conteúdos estranhos ao corriqueiro; entram nelas peças bem pequenas de lycra, bronzeadores, protetores solares, de corpo e lábios, chinelos despojados e toalhas com estampas bem chamativas, sugerindo a natureza. Estes são acessórios básicos para quem pretende ir banhar-se em águas fora de casa se for o caso, mas mesmo em casa, se tem piscina, os cuidados devem ser tomados.
O sol é um dos vilões, embora seja ele o astro rei, admirado e aclamado a todo instante, os raios solares trazem inúmeros destemperos à saúde humana, então que tal começar por hoje a se proteger fazendo uso dos dispositivos inúmeros disponibilizados no mercado e consequentemente introduzir nas crianças esse mesmo espírito de proteção?
Pode parecer bobagem estabelecer cuidados para que se evite essa ou aquela doença, e não estou falando somente sobre a exposição ao sol, falo igualmente da alimentação que está, hoje principalmente preocupando especialistas, no quesito conservante, aditivos químicos, corante e toda uma infinidade de produtos adicionados em “alimentos” que consumimos. Ora é de se pensar que se vai comer que seja algo em que confiamos, mas estamos tão arraigados em culturas estrangeiras que não pensamos em nada na hora de degustarmos um sanduiche, haja vista, o nome nem é daqui, assim como muitas palavras que fomos consumindo e adquirindo tanto como os sabores. Ah de se rever a alimentação inclusive dos pequenos que tão acostumados a produtos industrializados que muitos não sabem ao menos de onde vem o ovo, mas é natural se os pais ainda novos vêm também desta bagagem industrializada, restando aos mais velhos e ou aos novos cientistas as informações corretas.
Pensemos que nossa estada aqui nesta existência é curta, não vivemos para sempre, mas podemos fazê-lo de forma agradável. Por certo que o câncer já se mostrou contrário a tudo o que se estuda até hoje, que por mais que tomamos cuidados, ainda assim ele se instala em alguns indivíduos se dizendo independente e forte, infelizmente, mas se podemos tolher alguns de golpes, o faremos, pois temos as informações sem o direito de ignorá-las.
Desejo que os passeios de domingo sejam regados a muita proteção em todos os sentidos em relação à saúde bem como com a manutenção dos carros.
Cuide de sua família e amigos, um beijo!
Por: Anna Costa
Imagem extraída do Google.
Indicação de filme: Filme biografia – A Dama Dourada –




Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores

Instagram

Parceiro

QG dos Blogueiros

Facebook

Youtube

Blogs Brasil

Feature Post

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *

Follow by Email

Postagem em destaque

[4ª Poética] Uma porta entreaberta - Elísio Mattos

Copyright © Faroeste Literário - Para um amanhã com ainda mais histórias | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com