quarta-feira, 18 de setembro de 2019

[4ª Poética] Nem sempre é fácil esperar - Soares Barbosa

NEM SEMPRE É FACIL ESPERAR



A esperança adiada entristece o coração
O Sonho não realizado causa decepção
O cansaço da caminhada
desvia os olhos do horizonte
deixando o homem desanimado
ao  imaginar ver os seus planos
rolando pelo chão

Nem sempre é fácil esperar
principalmente quando a espera é longa
e as frustrações vividas
não nos deixa avançar
Eu sei!
Nem sempre é fácil esperar

A ansiedade alimenta o pessimismo
O pessimismo afeta a noção de tempo
e faz o tempo da espera se multiplicar
Eu sei!
Nem sempre é fácil esperar

Mas aquele que se regozija na esperança
se alegra em Deus porque confia
e desfruta da sua vitória
antes mesmo dela chegar
Eu sei!
Nem sempre é fácil confiar

O desafio encarado
destaca quem tem alma de lutador
Aqueles que, a semelhança de atletas resignados
insistem e acreditam na vitória
suportando o mal conformados
e ainda que percam uma medalha
não se dão, definitivamente, por derrotados
porque não perdem a noção do próprio chamado
e acreditam que quando o homem é persistente
O tempo é galardoador

Eu sei!
Nem sempre é fácil esperar!
Mas quem espera sempre alcança
se não deixar de acreditar
Acredite é lute!
Deus há de te ajudar!


Soares Barbosa

Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores

Instagram

Parceiro

QG dos Blogueiros

Facebook

Youtube

Blogs Brasil

Feature Post

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *

Follow by Email

Postagem em destaque

[4ª Poética] Telhado de vidro - Miriam Mauro

Copyright © Faroeste Literário - Para um amanhã com ainda mais histórias | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com