quarta-feira, 16 de setembro de 2020

[4ª Poética] A rosa do jardim - E. José


#Pratodosverem Uma rosa vermelha ainda em botão, um caule com espinhos e folhas verdes com pequenas gotas de água.


A rosa do jardim
Mais uma vez se fez presente
Uma aparição de mulher em flor
D'uma penetrante presença
Encantando com seus olhos morenos
Rápida em pensamento me cativa
Em palavras e feitiços corporais
De véspera nunca vi tão bela
Tal rosa de espinhos reluzentes
Despojada e desprovida de luxo
É flor que esbanja vida e amores
Realiza seus sonhos de desejo
Seduzindo e sublimando seus perfumes
Enquanto saboreava sua benesse
Como um ingênuo e infantil sonhador
Uma brisa a levou ao meu espaço
E sem notar, cravou-me seu veneno
(E. José)

Nenhum comentário:

Postar um comentário